Por Pastor Daniel Vieira, Líder da Ciadseta em Imperatriz – MA

 Todos que conhecem o meu ministério de ministrar provisão financeira sabem que eu sempre ministro que não há mágica para a aquisição de prosperidade. Não é com misticismo religioso que atraímos  bens e riquezas. Sal grosso jogado nos cantos da empresa, rosas ungidas, fogueiras, pedras e coisas do tipo, não podem atrair prosperidade financeira.

Você pode vir na igreja e fazer campanhas e até jejuar, porém se não houver de sua parte decisões de trabalhar, de suar a camisa, de correr atrás e lutar por seus ideais, dificilmente conseguirá alguma coisa.

Se a sua pretensão é ganhar dinheiro através de um boleto de loteria, de coisas ilícitas ou de mão-beijada, sem o esforça do trabalho, nem precisa continuar lendo esse texto. Não sou entusiasta da ideia de riqueza adquirida sem esforço, sem trabalho.

É o nosso trabalho que nos faz valorizar o que ganhamos.Geralmente, aquilo que o homem ganha sem esforço, pede rápido, pois não sabe o real valor.

O que vou dizer agora é um pouco pesado, eu sei, mas é uma realidade. Deus não gosta de abençoar vagabundos, dorminhocos e bacanas.  Quando Adão pecou, Deus emitiu uma sentença que vale para todos. “Do suor do teu rosto, comerás o teu pão “(Gn 3.19)

Deus criou o homem para ser desbravador, lutador e conquistador com esforço e perseverança. O homem foi feito para se movimentar. Corpo que não se movimenta, atrofia e adquire inúmeras doenças. Por esta razão é que encontramos hoje um vai e vem de pessoas fazendo caminhadas e academias lotadas. O homem foi feito para trabalhar.

Mas o homem nasce para o trabalho, como as faíscas das brasas se levantam para voar (Jó 5.7)

É o nosso trabalho que nos faz valorizar o que ganhamos
É o nosso trabalho que nos faz valorizar o que ganhamos

Há um adágio popular que é uma dura verdade: “Deus ajuda, quem cedo madruga”. Deus gosta de abençoar pessoas que lutam pela vida, porque Ele mesmo apesar de Deus e Senhor de todas as coisas, continua a trabalhar.

1 –Deus trabalha em prol de seu povo:“ Porque desde a antiguidade não se ouviu, nem com ouvidos se percebeu, nem com olhos se viu um Deus além de ti, que trabalhe para aquele que nele espera”. (Is 64.4)

2 – Deus trabalha em conjunto com Jesus:“E Jesus lhes respondeu: Meu pai trabalha até hoje, e eu trabalho também”(João 5.17)

 3 – O ministério de Jesus foi um trabalho da sua alma.“ O trabalho da sua alma, ele verá e ficará satisfeito” (Is 53.11)

Deus não é um, boa vida, assentado no seu trono só para ser adorado. Ele não deixa o universo à mercê e nem os seres humanos como num barco a deriva. Mesmo sendo merecedor de toda honra, glória e exaltação;

Ele trabalha.

Rege o universo.

Ouve cada oração, e, nenhuma folha consegue caí sem ser vista por Ele. Ele tem o controle total de todas as coisas e no seu controle e justiça, gosta de premiar o esforço.

Mas esforçai-vos, e não desfaleçam as vossas mãos, porque a vossa obra tem uma recompensa(II Cr 15.7)

Olha só! Deus quer que nos esforcemos que façamos a nossa parte. Não somos como frangos de granja, tendo ração a vontade para comermos noite e dia. O nosso alimento tem que ser adquirido com esforço.

Se quisermos recompensa da parte de Deus, temos que pelo menos nos esforçar.  A Palavra de Deus chega a ser dura com quem não quer trabalhar. “…que se alguém não quiser trabalhar, não coma também” (II Ts 3.10)

Tente encontrar prazer em seu trabalho

Não importa qual é a sua ocupação, o que importa é se aquilo em que te ocupas te dá prazer. Se aquilo que você faz é feito com alegria.

Um médico me confidenciou: “Se hoje tivesse a oportunidade de começar de novo, não gostaria de ser médico. Não temos vida social e sossegada, pois temos que monitorar pacientes dias e noite”.

Sabe, existem médicos, pastores, engenheiros e tantos outros profissionais infelizes em suas profissões. Mas, existem aqueles que trabalham por prazer.

Quando fazemos o nosso trabalho com prazer, não precisamos de supervisor, pois nos tornamos supervisores de nós mesmo.  A excelência do que fazemos vem mediante o amor que temos. Outro sim, é que acima de tudo e de todos, temos um Deus com quem devemos prestar contas de todos os nossos atos.

Suas atitudes dentro da empresa para com os companheiros de trabalho e a forma como lida com aquilo que não é seu, conta pontos diante do Senhor que tudo ver.

Deus sabe quantas vezes você faz mais do que quilo que é sua responsabilidade  e vai além do esperado mesmo que o patrão não o veja.

A honestidade dos seus atos.

A hombridade das suas amizades.

A fidelidade com os seus superiores e o caráter das suas ações são oferecidas ao Senhor. Lembre-se disso.

E tudo quanto fazerdes, fazei-o de todo o coração, como ao Senhor e não aos homens (Cl 3.23)

  O Trabalho recompensa o trabalhador

Ninguém que trabalha, fica sem recompensa, sem os louros da conquista do esforço. Os louros do trabalho podem ser: uma boa casa pra morar, um bom carro pra andar, a formação de um filho, boas roupas para vestir, um bom plano de saúde e uma infinidade de coisas.  É através do trabalho que:

Granjeamos o pão do nosso cotidiano.

Desenvolvemos nossas habilidades.

Atingimos nossos alvos financeiros.

Nos tornamos úteis para a sociedade, nossa família e desbravamos o nosso mundo.

Ainda que o trabalho que você está desenvolvendo não o recompense como você acredita que deveria ser recompensado, ainda assim o trabalho o faz sentir-se bem, pois o faz sentir-se útil e capaz.“Pois comerás do trabalho das tuas mãos; feliz serás, e te irá bem”. (Sl 128.2)

É evidente que quando me torno útil, me sinto mais feliz.  Faz bem ao homem saber do que é capaz de realizar e ver algo criado por ele. Até Jesus teve satisfação ao ver  o resultado do trabalho da sua alma. “Ele verá o fruto do trabalho da sua alma, e ficará satisfeito”. (Is 53.11)

O trabalho pode ser penoso, mas gera satisfação no trabalhador quando o ver concluído. Por isso, levante-se! Comece a agir! Esforce-se! De alguma forma, o seu trabalho o recompensará.

 O trabalho afugenta a natureza parasita

Parasitas são seres que vivem sugando outros seres. Não têm vida própria, sozinhos não conseguem viver. São dependentes totalmente do corpo que lhes abrigam que se o perderem morrem.

A humanidade está cheia de parasitas que só a suga. Multidões querendo ser sustentadas pelo governo. Filhos que apesar da maior idade, não conseguem sobreviver sem ajuda dos pais.

Estudantes formando-se nas costas de amigos de sala de aula. Sugando respostas, trabalhos prontos, colas de testes.

Uns poucos sustentam multidões de parasitas que infestam as escolas, as igrejas, as empresas, a política e, tornam-se um peso no ambiente em que vivem.

O que você pretende ser?

Um parasita ou um vencedor?

Deixe o parasitismo e torne-se um vencedor.

Crie em sua mente a visão do conquistador e não do parasita. Parasitas querem ser sustentados, levados, bajulados e mimados. Sempre falam: “Ninguém faz nada por mim, ninguém me dá nada”. Acham que tudo que se faz por eles, ainda é pouco, pois em suas cabeças, eles devem ser cuidados, paparicados, protegidos.

Olham para as pessoas, só procurando em quer sugá-las, o que obterão delas, pois sempre se acham coitadinhas e necessitadas de ajuda. A preguiça é amiga intima dos parasitas. “A preguiça faz cair em profundo sono, e a alma indolente padecerá fome”.(Pv 19.15)

Vencedores querem conquistar, criar, mostrar o seu valor.

Que tipo de mente você possui a do vencedor ou a do parasita?

Não espere que as suas conquistas batam a sua porta. Vá atrás do alvo, lute por seu espaço, seja criativo, seja desbravador, tenha coragem de percorrer por um caminho desconhecido e mantenha a convicção mesmo com os tombos inevitáveis da jornada rumo ao sucesso.

Você  pode tornar-se um vencedor.

E ao invés de ser sustentado, sustentar a muitos.

E ao invés de admirar o vencedor, ser o vencedor admirado.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.