O prefeito de Palmas, Carlos Amastha, participa nesta quinta-feira, 03, do diálogo “Iniciativas dos governos locais brasileiros no combate e adaptação às mudanças climáticas”, na Embaixada do Brasil em Paris. O evento integra a programação da  Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP-21), a ser realizada na Capital francesa, entre os dias 02 e 07 de dezembro.

Amastha participa da Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, em Paris
Amastha participa da Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, em Paris

O convite ao chefe do executivo municipal partiu da Frente Nacional de Prefeitos, Ministério do Meio Ambiente e Ministério das Relações Exteriores. Na agenda, também está confirmada a presença de Amastha no workshop “Energias Renováveis nas Cidades” e  em um debate entre prefeitos e governantes.

Segundo o prefeito de Palmas, as ações da gestão municipal em prol do meio ambiente deram destaque à Capital tocantinense no cenário brasileiro. “Temos nos empenhado cada vez mais em implantar ações que visem à sustentabilidade. O ápice dessas iniciativas é o programa Palmas Solar, que credenciou a Cidade para participar da Conferência.”, disse o prefeito.

A gestão municipal criou nesta segunda-feira, 30, a Secretaria Municipal Especial de Energias Sustentáveis, e que tem como titular Rafael Boff .

VEJA TAMBÉM
Prefeitura de Palmas assina contrato para instalação de captação de energia solar

COP-21

O diálogo, que terá como um de seus participantes o prefeito Carlos Amastha, busca compartilhar e trocar experiências das iniciativas locais de combate e adaptação às mudanças climáticas e de implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS),que atualizaram os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), e deverão orientar as políticas nacionais, nos próximos quinze anos.

A programação contará também com Painel, cujo objetivo é tratar de iniciativas e compromissos executados em 13 cidades brasileiras, entre elas Palmas, e três estrangeiras, relacionados a temáticas como redução das emissões de gases de efeito estufa uso sustentável dos resíduos sólidos, além de sistemas de transporte seguros, acessíveis e sustentáveis. (Ascom Palmas, com adaptações)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.