Da Redação JM Notícia 

Nos últimos dias, circulou nas redes sociais um áudio atribuído ao presidente da Ciadseta/TO, Pr. Paulo Martins, no qual estaria anunciando aos convencionais da Ciadseta-PA/MT que teria patenteado a marca da Convenção, conforme transcrição abaixo:

“Meus queridos amigos da Ciadseta PA/MT, eu tenho a grata satisfação de comunicar-lhes que nesta semana nós conseguimos patentear a marca Ciadseta. Hoje ela é uma patente pertencente à igreja evangélica Assembleia de Deus de Araguaína, e nós estamos felizes porque hoje a Ciadseta aqui no Tocantins e a Ciadseta PA/MT têm uma patente registrada, a patente Ciadseta. Ela é nossa, de direito e de fato! Nós só não podemos é utilizá-la pra abrir trabalhos no Piauí, no Ceará, no Pernambuco, no Rio Grande do Norte, porque lá já tem Assembléia de Deus ligada à CGADB, e trabalhos muito fortes, trabalhos dirigidos por pessoas amigas, pessoas que são companheiras da CGADB, companheiras da mesa diretora a nível nacional. Então eu só gostaria de pedir aos irmãos: a marca Ciadseta, ela se restringe ao Estado do Tocantins, do Maranhão, do Pará e do Mato Grosso, fora disso, nós não podemos utilizar mais a marca Ciadseta, por que ela hoje pertence à Assembleia de Deus Ciadseta aqui em Araguaína”.    

Ouça o áudio na íntegra!!

Pastor Pedro Aldi, Líder da Ceadema no Maranhão

Pastor Pedro Aldi, Líder da Ceadema no Maranhão assinou a nota de repúdio

O conteúdo do áudio provocou imediatamente uma reação de desconforto e acirrou os ânimos dos líderes das convenções Ceadema (Convenção Estadual das igrejas evangélicas Assembleias de Deus no Maranhão) e Comadesma (Convenção de Ministros das Assembleias de Deus do SETA no Sul do Maranhão e outros estados da federação(Comadesma), do estado do Maranhão. Sentindo-se desrespeitados pela convenção co-irmã, os dois assinaram neste dia 28 de novembro, uma Nota de Repúdio criticando o teor das supostas declarações do pastor Paulo Martins, e lamentando o prejuízo que isso trouxe para as relação entre as convenções, tendo em vista que em 2014 um fato envolvendo abertura de igrejas por parte da Ciadseta –TO em territórios fora dos chamados “limites convencionais”, arranhou esta relação.

Pr. Paulo Martins Neto, Presidente da Ciadseta -TO
Pr. Paulo Martins Neto, Presidente da Ciadseta -TO

A Nota assinada pelos pastores José Alves Cavalcante, líder da Convenção dos Ministros das Igrejas Evangélicas Assembleias de Deus do SETA no Maranhão e em outros Estados da Federação(Comadesma), e pelo pastor Pedro Aldi Damasceno, líder da Convenção Estadual das Assembleias de Deus no Estado do Maranhão (Ceadema), e 4º vice-presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), critica duramente a decisão tomada pelo pastor Paulo Martins, presidente da Convenção Interestadual dos Ministros e Igrejas Assembleias de Deus do SETA (Ciadseta), que, segundo áudio que circula nas redes sociais, teria patenteado a marca CIADSETA como entidade oficial  e representativa da Convenção Geral (CGADB) nos estados do Tocantins, Pará, Maranhão e Mato Grosso, como propriedade exclusiva da Assembleia de Deus em Araguaína(TO).  

Pr. José Alves Cavalcante, Presidente da Comadesma no Sul do Maranhão
Pr. José Alves Cavalcante, Presidente da Comadesma no Sul do Maranhão

 Fato lamentável, diz a nota

Os presidentes das convenções Comadesma e Ceadema,  afirmaram que consideram o suposto fato “lamentável” e para eles isso reflete o “caráter espúrio da liderança atual” da Convenção tocantinense, e ainda afirmam que o líder da Ciadseta  -TO promove a dissenção e procura colocar em conflito a Igreja de Cristo.

“Como no primeiro ato de invasão às cidades das Igrejas co-irmãs no Estado do Maranhão no mês de janeiro de 2014”.

Desrespeito à história

A Nota de Repúdio chama de desrespeito à história, o ato do Presidente da Ciadseta –TO pastor Paulo Martins. “Ao insinuar que não há representação legítima da CGADB no Maranhão, o presidente da Ciadseta renega a própria origem” diz o texto. Os pastores também fazem menção ao fato de que a decisão ‘menospreza’ as duas convenções maranhenses e enumeram os destaques de ambas tanto em entidades nacionais da classe, quanto em conselhos e comissões do órgão máximo das Assembleias de Deus no país, a CGADB.

 Convenções do Pará e Mato Grosso

Outro fato que, para os presidentes das convenções,  mostram o total descabimento do ato do líder da Ciadseta é que as convenções Ciadseta-TO e Ciadseta- PA/MT agora são propriedades da igreja em Araguaína.  “Essas e outras atitudes da tomadas pela Ciadseta não refletem os princípios pelos quais essa convenção se pautou, mas com certeza são frutos de ideias inovadores de líderes que têm ‘comichões nos ouvidos’ e procuram perverter os propósitos da verdadeira igreja de Cristo”.

Ciadseta – Resposta

VEJA TAMBÉM
Líder da CIADSETA de Araguatins, Pr. José Ribamar sofre grave acidente; neta veio a óbito

O  JM Notícia, entrou em contato com assessoria do presidente da Convenção Ciadseta -TO, por meio do assessor Daniel Garcia, para ouvir o pastor Paulo Martins. Garcia informou via telefone, que iria ver com o presidente qual a posição a ser tomada em relação a nota. No entanto, até a conclusão da matéria, não obtivemos resposta.

Pastor Daniel Garcia afirmou também que o áudio que circula nas redes sociais, é de autoria do Pr. Paulo Martins Neto.

O JM Notícia deixa o espaço reservado a convenção, para possível resposta em relação a nota da Convenção Comadesma e Ceadema.

Confira na íntegra a nota das convenções:

repudiocea (1)

repudioceadema (1)

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.
  • Welliso Martins

    Bom, ao vê isso tudo que está acontecendo, fica uma neblina no ar, quando eu era mais novo pensava que tudo que acontecia nas convenções era sobre a direção de Deus. Mas vemos nessas atitudes de nossos lideres, que o ser Humano é muito falho, e nem sempre deixa Deus tomar a frente.
    O fato é que todos agora temos que orar, para que o brilho da Assembleia de Deus por aqui, não venha ser ofuscado por esses desvaneios. Que Deus possa abençoar tais lideres, e dar a direção, para que em vez de plantarem discordia entre si, venham fazer a diferença no mundo atraves da pregação do evangelho.