As ameaças aos 10 pastores aconteceram no distrito de Rangpur, no norte do Bangladesh, por meio de uma carta, que chegou no mês passado. A carta anônima foi enviada ao líder cristão Barnobas Hembrom, com os nomes de cada pastor, nem todos do mesmo distrito.

Um dos parágrafos dizia o seguinte: “Aqueles que estão pregando o cristianismo em Bangladesh devem morrer, um por um”. A polícia local foi imediatamente informada e agora está protegendo as igrejas que estes pastores lideram.

Um analista de perseguição da Portas Abertas comenta: “Todos estes pastores precisam da proteção do governo, mas ainda mais das nossas orações. Vamos interceder por eles, pois não é fácil viver sob pressão e ainda batalhar para manter a igreja em funcionamento. Eles precisam de sabedoria e estratégia, é um momento delicado. Lembre-se deles em suas orações”.

Segundo o analista, há muitos outros incidentes acontecendo em diferentes regiões do país, em níveis alarmantes, mas que não são divulgados por razões de segurança. Muitos optam por não denunciar os atacantes por medo de vivenciar uma situação ainda pior. Ore por essa nação.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.