Se não sofrer prorrogação, no próximo dia 13 de dezembro chegará oficialmente ao fim o prazo de inscrição para o concurso público da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) que vai preencher 102 vagas nos cargos de técnico em regulação de saúde suplementar (36) e técnico administrativo (66). Das ofertas, sete estão no Estado de São Paulo. Seis postos estão reservados às pessoas com deficiência e 18 para negros.

As carreiras exigem ensino médio completo ou curso técnico equivalente.

Com jornadas de trabalho de 40 horas semanais, os salários são de R$ 5.689,52 (técnico administrativo) e R$ 5.957,52 (técnico em regulação). Ambos ainda contam com auxílio-alimentação no valor de R$ 373, totalizando, respectivamente, R$ 6.062,52 e R$ 6.330,52.

Além do Estado de São Paulo, há oportunidades no Ceará, Pará,Paraná, Rio de Janeiro e Mato Grosso, além do Distrito Federal.

Como se inscrever

As inscrições para o concurso da ANS estão sendo recebidas pelo endereço eletrônico daFundação Professor Carlos Augusto BittencourtFuncab (www.funcab.org), organizadora do processo seletivo.

O valor da taxa de participação é de R$ 74.
Seleção
O concurso da ANS prevê avaliações objetiva e discursiva, com aplicação no dia 21 de fevereiro de 2016, nos turnos da manhã (técnico administrativo) e da tarde (técnico em regulação), em todas as capitais do país.
Os locais e horários dos exames serão divulgados a partir de 15 de fevereiro no site dasinscrições.
As provas trarão conteúdos de língua portuguesa, raciocínio lógico, ética e conduta no serviço público, noções de direito constitucional, noções de direito administrativo, noções de arquivologia e noções de administração (ambos os cargos); agências reguladoras e legislação básica e noções de orçamento público (técnico administrativo); e agência reguladoras e legislação relativa à ANS (técnico em regulação).
Atribuições dos cargos

Técnico administrativo – Atividades administrativas e logísticas de nível intermediário relativas ao exercício das competências constitucionais e legais a cargo da ANS, fazendo uso de todos os equipamentos e recursos disponíveis para a consecução dessas atividades.

Técnico em regulação de saúde suplementar – Suporte e apoio técnico especializado às atividades de regulação, inspeção, fiscalização e controle da assistência suplementar à saúde, bem como à implementação de políticas e à realização de estudos e pesquisas respectivos a essas atividades; fiscalização do cumprimento das regras pelos agentes do mercado regulado; orientação aos agentes do mercado regulado e ao público em geral; e execução de outras atividades finalísticas inerentes ao exercício da competência da ANS.

Com informações Jornal dos Concursos

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.