Por Sylvio Costa

Aos dez mandamentos que todo político deveria seguir:

1. Sirva ao próximo – ou seja, aos cidadãos que você se comprometeu a representar – mais do que a você mesmo.

2. Não roube. Nem pra você, nem pro partido, nem para quem quer que seja. É óbvio, mas não custa repetir: qualquer forma de roubo é intolerável.

3. Não minta.

4. Guarde os domingos, feriados e no máximo 30 dias de férias no ano para descansar. Nos demais dias, trabalhe pra valer. Você é muito bem pago pra isso.

5. Não seja assassino. Nem de pessoas, nem do ambiente em que respiramos, nem da esperança do povo.

6. Honre a sabedoria acumulada pela humanidade ao longo de milênios. Leve em conta o que dizem as ciências, o que demonstra a história e o que falam os melhores especialistas de cada tema antes de manifestar opinião sobre ele.

7. Diga não ao eleitor que lhe pedir dinheiro, emprego ou qualquer outro tipo de favor.

VEJA TAMBÉM
Lava Jato seria cumprimento de profecia? Assista e opine

8. Não aceite caronas em jatinho e outras mordomias oferecidas pelos ricos, rejeite doações eleitorais ou partidárias por caixa dois e preste contas com transparência das suas receitas e dos seus gastos de campanha.

9. Respeite a inteligência dos outros: não invoque o nome do povo para defender interesses subalternos nem apele à demagogia para atingir seus objetivos.

10. Não votem para agradar o eleitorado. Quando a sua convicção sobre determinado assunto contrariar o pensamento da maioria, fique com a sua convicção. É mais honesto.

No mais, bom Natal e um excelente Ano Novo para todos.

Com informações Congresso em Foco

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.