Israel realizará na quinta-feira (31) nova reunião sobre a indicação de seu novo embaixador no Brasil, Dani Dayan, de acordo com fontes diplomáticas citadas nesta segunda-feira (28) pelo jornal israelense “Haaretz”. O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, participará do encontro.

"Não aceitaremos uma situação, na qual não nomeamos um embaixador por suas opiniões políticas", frisou.
Dani Dayan, embaixador rejeitado pelo Governo Dilma

O governo brasileiro não deu seu “agrément” a Danny Dayan ex-presidente do Conselho de Colonos na Cisjordânia ocupada, designado como novo embaixador no início de agosto passado por Netanyahu.

“O Ministério das Relações Exteriores utilizará todos os meios de que dispõe para que se aceite a nomeação de Dani Dayan”, declarou a vice-ministra das Relações Exteriores, Tzipi Hotovely, citada em uma nota, divulgada após uma reunião no domingo para tratar do tema.

“Não aceitaremos uma situação, na qual não nomeamos um embaixador por suas opiniões políticas”, frisou.

Em entrevista ao “Haaretz” publicada no fim de semana, Dayan criticou o governo de Israel, alegando que não se fez o suficiente para obter o aval de Brasília.

VEJA TAMBÉM
Igreja evangélica choca fiéis ao cobrar R$ 1.000 por área vip em culto com famoso pastor

Nascido na Argentina, Dayan emigrou para Israelx em 1971, aos 15 anos. Presidente do Conselho de Yesha dos colonos da Cisjordâniax entre 2007 e 2013, opõe-se à criação de um Estado palestino.

Questionado pela AFP sobre a designação de Dayan, o Ministério brasileiro das Relações Exteriores não quis comentar o tema.

O Brasil reconheceu o Estado palestino em 2010. Em 2012, o Itamaraty convocou o embaixador israelense da época para manifestar “seus temores” em relação ao projeto de construção de novas colônias em Jerusalém e na Cisjordânia.

Em 2014, o Brasil chamou para consulta seu embaixador em Israel em protesto contra “o uso indiscriminado da força” durante a guerra na Faixa de Gaza. A medida foi criticada pelos israelenses.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.