A Prefeitura de Palmas anunciou a regularização do Setor Canaã, e a entrega de títulos do Setor Santo Amaro e Convênio para construção do Núcleo de Atendimento Integrado a Criança e ao Adolescente (NAI). O anúncio foi feito pelo prefeito Carlos Amastha em café da manhã com a imprensa, nesta terça-feira, 29.

palmas1
A Lei permitirá promover a regularização fundiária do Setor através de Parceria Público Privada – PPP com os Loteadores e Moradores  – Foto: Regina Rocha

Sancionada na ocasião, a Lei Complementar nº 31 beneficiará moradores de área irregular no Setor Santa Fé, ao instituir a Zona Especial de interesse Especial Jardim Canaã. A Lei permitirá a Prefeitura de Palmas promover a regularização fundiária do Setor através de Parceria Público Privada – PPP com os Loteadores e Moradores, o que irá viabilizar a implantação da infraestrutura e garantir as famílias o domínio formal do imóvel.

palmas2
Prefeito Carlos Amastha fez o anúncio

Se a regularização do setor Canaã está iniciando, a ocasião contou ainda com a entrega dos dois primeiros títulos do setor Santo Amaro, que representa a última etapa de regularização do Bairro, que já conta inclusive com infraestrutura urbana, como fez questão de frisar o senhor Amado Carneiro, um dos moradores a receber o título de propriedade do imóvel. “Agora nós estamos com documento, asfalto, todo mundo alegre, porque agora está bom lá no Santo Amaro”, contou.

VEJA TAMBÉM
Amastha articula volta de Vandim para base aliada

“Nós estamos concluindo a regularização do Santo Amaro, iniciamos agora o Canaã e estamos trabalhando para que em 2016 possamos avançar em outras áreas já mapeadas”, informou Amastha.

NAI

A Prefeitura anunciou ainda a assinatura do Convênio para a construção do Núcleo de Atendimento Integrado a Criança e Adolescente (NAI). Celebrado com o Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos, a construção do Núcleo integra o Programa Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase), no serviço de acolhimento aos adolescentes infratores e suas famílias. O convênio é no valor de R$ 8.703.504,99 sendo R$ 8.615.504,99 do Governo Federal e contrapartida do município de R$ 88.000,00. Ascom Palmas

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.