Da Redação JM Notícia

marlomreis
Márlom Jacinto Reis, juiz de Direito

Márlom Jacinto Reis, juiz de Direito, é o novo colunista do Portal JM Notícia. O magistrado é o idealizador e redator da Lei Ficha Limpa que proíbe, por oito anos, a candidatura de políticos que tiverem o mandato cassado, renunciarem para evitar a cassação ou forem condenados por decisão de órgão colegiado.

Nesta quarta-feira (30), o professor e colunista do JM Notícia, Delgado Júnior e o editor chefe do portal Ricardo Costa, se reuniram com o magistrado na capital, que inicia a coluna em janeiro abordando vários temas,  dentre eles, Direito Eleitoral.

Jornalista Ricardo Costa, Márlom Reis e Delgado Júnior
Jornalista Ricardo Costa, Márlom Reis e Delgado Júnior

“O nome Márlom Reis é sinônimo de credibilidade”, diz Delgado Júnior.

Tocantins

Em 2013, Márlom Reis participou a convite do então Governador Siqueira Campos, da assinatura que sancionava a Lei Ficha Limpa no Estado.

Juiz Márlom Reis em ato solene com o ex-governador Siqueira Campos
Juiz Márlom Reis em ato solene com o ex-governador Siqueira Campos

Na época, o Tocantins foi o 4º Estado brasileiro a instituir a Lei Ficha Limpa.

Biografia

Márlon Jacinto Reis, 10 de dezembro de 1969, é juiz de Direito do Maranhão, conhecido pela defesa da lei “Ficha Limpa”, um dos mais influentes segundo a Veja. Foi o primeiro juiz a impor que candidatos a prefeito e a vereador revelassem os nomes dos financiadores de suas respectivas campanhas antes da data da eleição. Marlon Reis é um dos fundadores do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE).

VEJA TAMBÉM
No MA, homem é pego matando jumento para vender como carne de gado

Foi agraciado com o prêmio do Instituto Innovare em 2004, na categoria Juiz Individual, em reconhecimento às suas práticas pela melhoria da Legislação Eleitoral no Estado do Maranhão.

Em junho de 2014 lançou o livro O Nobre Deputado – Relato chocante (e verdadeiro) de como nasce, cresce e se perpetua um corrupto na política brasileira.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.