Da Redação JM Notícia

Pastor José Wellington Bezerra da Costa, líder da CGADB no Brasil

A 7ª Assembleia Geral Extraordinária (AGE) da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), prevista para acontecer neste mês de janeiro está mantida, segundo informou na manhã desta segunda feira (04), Tiago Bertulino, assessor de imprensa do pastor José Wellington e da AD em SP – Ministério do Belém, ao JM Notícia.

Segundo Bertulino, pastor Jonatas Câmara, líder da Convenção do Estado do Amazonas, apenas sugeriu a suspensão.  “A AGE foi convocada dentro das normas legais e está mantida”, diz Bertulino.

O líder da Convenção Ceadam, Jonatas Câmara, emitiu um ofício ao presidente da CGADB, datado de 7 de dezembro, onde sugeriu a suspensão da AGE, que acontece este mês.

De acordo com Câmara, a realização dessas AGE´s provocam muitas dificuldades para os ministros que moram no interior do país e não dispõem de muitos recursos para se deslocarem até São Paulo, local onde normalmente são sempre realizadas, pois “em sua grande maioria, são de baixa e precária renda, sem condições do seu próprio sustento, muito menos, ainda, para atender a tantas convocações, sobretudo de AGE’s”, argumenta.

VEJA TAMBÉM
AGE da CGADB vai reunir menos de 10% dos convencionais para decidir futuro da entidade

Estatuto

Pastor Jonatas Câmara, sugeriu ainda que, caso ocorram as alterações estatutárias, sua posição é pela“estadualização” das eleições, pela “eleição por cargo” e pela votação por “meios eletrônicos oficiais”, mas somente em 2017.

“Favorável à “Eleição por cargo”, como está e tem dado certo, por ser mais democrático, espiritual, bíblico, transparente, respeitoso e da livre vontade do eleitor, o convencional, expressa pelo voto livre”,diz o ofício.

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.