Em Maputo, cidade moçambicana onde fica a casa dos missionários Edvaldo e mat_mocambique_batismo_manu_destaqueAdriana Marcolino, o Evangelho chegou à casa vizinha. Manu, por quem os missionários tanto oraram para que a porta da casa dela se abrisse para a Palavra, aceitou a Cristo como Salvador e foi recentemente batizada pelo Pr. Edvaldo.

Mas essa história começou há dois anos. Na época, o casal Marcolino ainda morava em uma área rural onde desenvolvia projetos missionários. Porém a violência no local obrigou Edvaldo, Adriana e os filhos a se mudarem para a capital.

“Todos os dias chegávamos à noitinha e nos deparávamos com nossa vizinha de apartamento também chegando de seu trabalho. Então nasceu uma amizade, às vezes convidando Manu para tomar um café brasileiro em nossa casa”, conta o Pr. Edvaldo.

Um dia, Manu apareceu um tanto abatida, mas não se abriu de imediato. E os missionários continuando a encontrá-la pelos corredores do prédio, até que um dia, Manu viu o Edvaldo chegando bem tarde com uma Bíblia na mão. Ali se abriu a porta pela qual o missionário tanto orou.

“Expliquei-lhe que estava ministrando aulas em um seminário, o que despertou o interesse de Manu. Então, ela disse que gostaria muito de entender mais sobre a Bíblia, e imediatamente disse que poderia explicar para ela”, conta o missionário. “Eu não acreditava que isso estava acontecendo, pois fazia vários meses que eu orava pedindo ao Senhor para me dar a oportunidade de ministrar um estudo bíblico naquele lar”, acrescenta.

Logo no primeiro estudo, a Manu e a sobrinha dela aceitaram a Cristo. Naquela época, Manu estava passando um por momento delicado na vida e estava aberta à ação salvadora de Jesus.

“Conforme o tempo passava, as conversas foram se aprofundando, e a cada dia eu percebia o tamanho do milagre regenerador de Cristo em sua vida”, conta o Pr. Edvaldo. “O vazio no interior de Manu foi preenchido ao conhecer a Palavra e o amor de Deus. Por isso, não hesitou, mas clamou por perdão e aceitou a Cristo”, relata.

Após sete meses do primeiro estudo, Manu e a sobrinha se batizaram cumprindo assim a ordenança de Cristo. Segundo o Pr. Edvaldo, que batizou Manu, a felicidade dela era radiante e visível.

“Podemos ver os frutos em sua vida. Nesse tempo já trouxe suas amigas e familiares para assistir aos cultos. Tem um desejo enorme de trabalhar para Cristo e ver toda a sua família salva. Ela está a cada dia mais firme na fé, ama servir, e já nos ajuda em atividades da igreja e do orfanato”, afirma o Pr. Edvaldo.

“Estamos com nossos corações gratos a Deus, pois sabemos que quando Ele coloca algo em nossos corações, não é por acaso”, conclui.

Com informações MissõesMundiais

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.