Da Redação JM Notícia

A Igreja Universal do Reino de Deus publicou em seu site uma nota que, segundo ela, tem por motivo “alertar contra a mais nova maledicência lançada, pela internet, contra a Igreja e seus 8,2 milhões de adeptos.

Segundo a publicação, as notícias relacionadas ao tema atribuem à Universal a comercialização de “vassouras ungidas”. A Igreja se defende dizendo que “basta assistir ao vídeo utilizado para espalhar a mentira para constatar que se trata de um evento realizado por outra instituição religiosa.”

A postagem do vídeo, no YouTube, está sendo atribuído à Igreja Universal do Reino de Deus, mas no vídeo, os supostos pastores se referem à Igreja Internacional do Despertar da Fé.

g-417765

Veja o vídeo aqui.

A Igreja Universal do Reino de Deus em Mato Grosso afirmou que o setor jurídico da instituição já está rastreando os autores do vídeo, para responsabilizá-los. Afirma ainda que todas as iniciativas da igreja vão ao ar pela TV Record e SBT e se alguém estiver usando o nome da Universal para vender “vassouras ungidas” está fazendo isso sem qualquer aval, informou o portal Repórter Mato Grosso.

VEJA TAMBÉM
Vídeo de bispo da IURD pedindo que fiéis doem seus carros viraliza

Quanto à Igreja Despertar da Fé, ele desconhece esta vertente evangélica. O site nacional indica que tem rádio e TV. Há pedido de ajuda financeiras pelo (31) 3333-3333, mas ninguém atendeu neste número. Este DDD é de Minas Gerais. O vídeo em questão teria sido feito em Belo Horizonte, capital mineira.

O pastor Jomar Freitas, da direção do Conselho de Ministros Evangélicos de Cuiabá e Mato Grosso (Comec-MT), também não tem conhecimento da Igreja Internacional do Despertar da Fé e diz que a Universal não se associa no Comec-MT.

O Comec-MT, segundo o pastor Jomar, compreende lideranças religiosas de mais de 70 igrejas evangélicas.

Sobre as “vassouras ungidas”, ele diz que as integrantes do Conselho “não têm essa prática”. Segundo ele, outras igrejas lançam mão destas iniciativas duvidosas, que abusam da boa fé dos crentes. “Acreditamos que não haja a necessidade disso para poder pregar o evangélico, para a pessoa poder ser abençoado, isso vem a partir da obediência da palavra de Deus”.

VEJA TAMBÉM
"Igreja Universal expulsa adventistas da operadora Sky", diz jornalista

Ao final da nota a IURD critica o portal mato grossense pela publicação e critica o mesmo. “Ao dar eco a esse boato delinquente, mesmo sabendo que se tratava de uma mentira, tornam-se cúmplices da intolerância religiosa no Brasil.”

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.