Da Redação JM Notícia

O nobre pastor Geziel Gomes usou sua conta no Facebook para homenagear o pastor Gilberto Malafaia que faleceu na madrugada desta terça-feira, 12, no estado do Rio de Janeiro.

Com a elegância peculiar de seus artigos, o pastor Geziel honra a memória do amigo. “Ele foi um homem íntegro dentro e fora do lar, vinte e quatro horas por dia“, comenta em certo trecho da nota.

Pr-Geziel-002

O pastor José Wellington Bezerra, presidente da CGADB também emitiu nota comentando a grande perda que a histórica Assembleia de Deus no Brasil teve nesta terça.

Confira abaixo a nota do pastor Geziel Gomes na íntegra:

Horas depois de a terra receber o seu corpo gélido, os Céus já haviam recebido a alma piedosa do agora saudoso Pastor Gilberto Gonçalves Malafaia, que acaba de descansar dos muitos labores de uma jornada que durou um século menos cinco anos.
Tive o privilégio de desfrutar de sua prestigiosa amizade durante mais de 50 anos e posso aqui consignar o meu testemunho pessoal.
Gilberto Malafaia possuía não poucas virtudes, mas desejo consignar duas: foi um orador aguerrido e imbatível e foi excelentemente nobre em seu caráter.
Tive o prazer de ouvi-lo inúmeras vezes em plenários convencionais. Dava gosto escutar sua maneira elegante, inteligente, racional e convincente de argumentar. Era altamente combativo, essencialmente polemista e totalmente coerente.
Não se vendia, não negociava suas convicções e soube manter um profundo respeito para com aqueles que dele discordavam.
O elenco de frutos espirituais e o legado meritório deixados pelo pastor Gilberto têm a marca da solidez, da seriedade e da fé.
Ele foi um homem íntegro dentro e fora do lar, vinte e quatro horas por dia.
Sua descendência tem a marca de seus ensinos.
Ele foi um patriarca que em muitos sentidos imitou os passos de Abraão.
Aqueles que foram suas ovelhas um dia, optaram por sê-lo sempre, porque seu coração de pastor era uma fonte de inspiração para cada um.
Que os jovens pastores se deem conta de que a Igreja precisa de obreiros com caráter sem jaça, de ministros de conduta ilibada e de personalidades realmente piedosas como foi Gilberto Gonçalves Malafaia.
Sem qualquer sombra de dúvida, será possível dizer a seu respeito o que está escrito a respeito de Abel: “Depois de morto, ainda fala”.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.