Por Pastor Derisvaldo Bezerra
É pastor da Assembleia de Deus

Recentemente um dos pastores que trabalham comigo, me fez a seguinte pergunta: Quem são os 144 mil registrados no livro de Apocalipse? Como estávamos dentro de um veiculo retornando da cidade de Santa Tereza para Palmas. Procurei lhe transmitir esclarecimentos claros e Bíblicos. Após chegar a minha residência me dediquei a escrever umas linhas sobre essa temática.

Desde o livro do Gênesis até o livro de Apocalipse encontramos evidencias de Deus escolhendo pessoas para lhe servirem de forma diferenciada ou especifica. E todas as pessoas que tiveram o privilegio de serem escolhidas por Deus, tinham qualidades ou características que agradavam ao Senhor. Por exemplos: Daniel, Misael, Hananias e Azarias. Eram jovens que não tinham nenhum tipo de defeito Dn: 1,4-6. Eles eram um modelo representativo do melhor de Deus entre os Judeus.

Em todo o tempo o Senhor levanta ou tomar pessoas como representatividade de seu melhor na Terra. Pois bem, os Levitas foram tomados por Deus para servirem exclusivamente ao Todo Poderoso em prol das demais tribos.

Os 144 mil são tomados das doze tribos de Israel, ou seja, doze mil de cada uma. A palavra de Deus é gloriosa, pois no Antigo Testamento o Senhor trabalhou com doze tribos e no novo Testamento Jesus escolheu doze Apóstolos para o ministério. Mas, no Apocalipse o número 12 foi multiplicado doze mil vezes ou os doze obreiros foram purificados 12.000 vezes. Esse grupo de obreiros diz o Apostolo João: “Eles não se mancharão com mulheres”. Essa qualidade mostra o perfil dos obreiros compromissados com o ministério de Cristo no período da Grande tribulação. Eles são uma demonstração de que o homem pode servi a Deus em virgindade ou puros. Em outras palavras eles serviram a Deus no modelo transmitido pelo Apostolo Paulo em II Tm: 2,4-6. Pois eles serão homens livres de todos os embaraços desta vida.

VEJA TAMBÉM
Conheça os 144 mil de Apocalipse capitulo 7,1-8! Por pastor Derisvaldo Bezerra

Os 144 mil serão um sustentáculo para os dispersos na grande tribulação. Eles estarão somente a serviço da pessoa de Cristo. Esses homens serão as pessoas mais inteligentes, conhecedores de todos os assuntos literais ou espirituais assim como Daniel e os seus três companheiros Dn: 1,1-17.

Na nação Israelita Deus sempre levantou remanescentes para realizar seus propósitos. Pois bem, no período da grande tribulação Deus levantará os 144 mil como remanescentes de Israel.

Eles terão a responsabilidade de pregar o Evangelho ao mundo turbulento. Ah! Mas, não esqueça de que a pregação deles será após o arrebatamento da Igreja, ou, seja, no período da grande tribulação.

A palavra de Deus afirma que o trabalho realizado por eles produzirá resultados positivos em grandes escala. Veja: ”Depois destas coisas olhei, e eis aqui uma multidão, a qual ninguém podia contar, de todas as nações, e tribos, e povos, e línguas, que estavam diante do trono, e perante o Cordeiro, trajando vestes brancas e com palmas nas suas mãos, e clamavam com grande voz, dizendo: Salvação ao nosso Deus, que está assentado no trono, e ao Cordeiro” (Ap: 7,9-10).

Como estudante da palavra de Deus, quero ressaltar aos demais cristãos que muitos grupos ou religiões têm interpretado esse texto de Apocalipse a seu bem prazer. Alguns dizem que os 144 mil são pessoas que fizeram partes de seu rol de membros. Outros afirmam que eles são pessoas que vão reinar com Cristo… No entanto, esse tipo de interpretação foge dos princípios bíblicos. Veja bem! O apostolo João nos revela que no milênio terá pessoas que reinarão com Cristo: “E vi tronos; e assentaram-se sobre eles, e foi-lhes dado o poder de julgar; e vi as almas daqueles que foram degolados pelo testemunho de Jesus, e pela palavra de Deus, e que não adoraram a besta, nem a sua imagem, e não receberam o sinal em suas testas nem em suas mãos; e viveram, e reinaram com Cristo durante mil anos” (Ap:20,4). Porém, não se podem confundir essas pessoas com os 144 mil, pois os uns são os pregadores da grande tribulação, remanescentes de Israel, ou, seja doze mil de cada tribo. Entretanto, as pessoas que vão reinar com Jesus no milênio são aqueles que irão crer no Evangelho na grande tribulação.

VEJA TAMBÉM
Ações do Espírito Santo na vida dos profetas

O profeta Zacarias foi o Arauto que Deus usou para programar um Israel redimido: “Mas sobre a casa de Davi, e sobre os habitantes de Jerusalém, derramarei o Espírito de graça e de súplicas; e olharão para mim, a quem traspassaram; e prantearão sobre ele, como quem pranteia pelo filho unigênito; e chorarão amargamente por ele, como se chora amargamente pelo primogênito, naquele dia será grande o pranto em Jerusalém, como o pranto de Hadade-Rimom no vale de Megido, e a terra pranteará, cada família à parte: a família da casa de Davi à parte, e suas mulheres à parte; e a família da casa de Natã à parte, e suas mulheres à parte, a família da casa de Levi à parte, e suas mulheres à parte; a família de Simei à parte, e suas mulheres à parte, todas as mais famílias remanescentes, cada família à parte, e suas mulheres à parte” (Zc:12,10-14). Enfim, os 144 mil são primícias de um Israel totalmente resgatado ou redimido por Deus.

A563a402f63b41Pastor Derisvaldo Bezerra, é presidente da AD Ministério Sião no Tocantins

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.