Da Redação JM Notícia 

Vereador Lúcio Campelo - Foto: Lourenço Bonifácio T1 Noticias
Vereador Lúcio Campelo sai em defesa dos eventos evangélicos – Foto: Lourenço Bonifácio T1 Noticias

O vereador Lúcio Campelo (PR), concedeu entrevista ao JM Notícia, na manhã desta segunda –feira (25), e afirmou que os investimentos, sem licitação,  pela Prefeitura de Palmas  para a realização da programação do “Palmas Capital da Fé”, que será realizado durante o período de carnaval, mancha a imagem do povo evangélico. De acordo com o parlamentar  a Prefeitura violou os procedimentos administrativos.

Embora considere legítima a vontade do povo que é participar do evento “Palmas Capital da Fé”, o parlamentar alega que é preciso respeitar os trâmites administrativos que nesse caso é a realização da licitação. Para ele, os recursos públicos precisam ser investidos com lisura de forma que não mancham a própria imagem evangélica. “Eu estou defendendo tanto o evangélico como o católico porque sou fiscal da sociedade, independente de questão religiosa”, pontuou.

Contratações

Questionado se é a favor ou não do evento e sobre a contratação de um ex-servidor da Prefeitura para realizar a programação, Campelo reinterou seu apoio à festa e ressaltou mais vez que só não concorda com a forma contestável de como está sendo executado o projeto. Quanto à contratação de um ex-servidor da Prefeitura para realizar o evento, o vereador disse não ver nada de errado, uma vez que é um empresário do ramo e precisa trabalhar.

VEJA TAMBÉM
Rede de Mulheres Salto Alto da IIR promove conferências de mulheres

Porém o fato intrigante nesse processo segundo Campelo, é que a esposa do empresário é a uma das cantoras do evento, informação que o vereador diz ser desconhecida pela maioria dos participantes do evento.  Na opinião do parlamentar, o empresário poderia ter feito um cachê menor para esposa e ter atendido uma série outros cantores que já são cantores profissionais e ficaram de fora.  “Isso foi feito às escondidas por quê? Para melhorar o cachê da esposa? Assim ficou ruim, como evangélico ele precisa dar exemplo, assim como eu que sou homem público”, criticou.

Desigualdade

Segundo o parlamentar, todos os fatos tem demonstrado desrespeito por parte do Paço Municipal com outros eventos tradicionais realizados em Palmas. Para atender a todos de forma coerente e equilibrada, Lúcio Campelo sugeriu que a Prefeitura destinasse recursos para outros eventos evangélicos que são tradicionais na cidade e que até hoje não receberam nenhum incentivo. “Eu gostaria que fosse destinado também recursos para o EMEP, para o COMADEC, UMADETINS, UMADEP, os eventos das Igrejas Católicas, Rebanhão”.

VEJA TAMBÉM
Comadesma anuncia abertura de mais uma igreja no Tocantins

“Quanto foi que o poder público destinou para esses eventos evangélicos tradicionais, de dez, quinze, 20 anos? Nenhum centavo”, disse o parlamentar.

Custos

A indagação, sobre quem está pagando a estrutura do  “Palmas Capital  da Fé”, uma vez que não consta iluminação e nem palco também foi apresentada questionada pelo parlamentar.

“Eu gostaria de saber quem está pagando a estrutura de som, de luz, de palco, do Palmas Capital da Fé, o processo não consta essa estrutura? Eu estou apenas como fiscal do povo, inclusive irei participar de todos os eventos evangélicos da nossa cidade”, disse Lúcio Campelo.

Data do evento

O evento acontece entre os dias 6 a 9 de fevereiro, na Vila Olímpica, em Palmas.

Programação

Dia 6, às 18h30
Rosa de Saron
Renato Viana
Fernanda Brum
Léo Brandão
Raylane Maciel
Idma Brito

Dia 7, às 18 horas
Tony Allison
Pregar Luo
Davi Sacer
Adoração e Vida
Dominus
Rubens Uchoa

Dia 8, às 18h30
Pe. Fábio de Mello
Anjos de Resgate
Missão Sacramento
Marcos Nunes
Link Jovem

Dia 9
Oficina G3
Cassiane
Eli Soares
Lorena Rosa
Talles Raberto

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.