DPE-TO e Faculdade Dom Orione firmam cooperação para intercâmbio acadêmico e científico - Loise Maria
DPE-TO e Faculdade Dom Orione firmam cooperação para intercâmbio acadêmico
e científico – Foto:  Loise Maria

A DPE-TO – Defensoria Pública do Estado do Tocantins e a Fundação Educacional Dom Orione (FACDO – Faculdade Católica Dom Orione) de Araguaína celebraram Acordo de Cooperação Técnica e Intercâmbio Acadêmico, Científico e Cultural, para a realização de atividades voltadas ao aperfeiçoamento profissional de seus integrantes e desenvolvimento de suas finalidades institucionais. 

A assinatura aconteceu nesta quinta-feira, 28, em Palmas, pelo subdefensor público-geral, Alexandre Augustus Lopes Elias El Zayek, e o coordenador do curso de direito da FACDO, Daniel Cervantes, com a presença do coordenador do Cejur – Centro de Estudos Jurídico, Danilo Frasseto, e do superintendente de Defensores Públicos, Fabrício Barros Akitaya.

“Parcerias como essa são fundamentais para a troca de conhecimento e experiências entre as Instituições. Além de inserir ainda mais a Defensoria Pública no universo acadêmico e possibilitar que Defensores Públicos e Servidores tenham à sua disposição ferramentas para o crescimento profissional, o que reflete de forma positiva no nosso trabalho de diário de atendimento à população carente do Estado”, destacou o subdefensor público-geral.

Segundo o coordenador do curso de direito da FACDO, Daniel Cervantes, a ideia é que a Faculdade Católica Dom Orione, com seus diversos cursos de graduação e pós-graduação, seja referência para os Defensores Públicos e Servidores Defensoria Pública da Região Norte. “Toda a estrutura da Faculdade, sala de aula, biblioteca, cursos de capacitação, palestras, estarão à disposição da Instituição, e ainda poderemos contar com a experiência dos Defensores como professores da Faculdade”, ressaltou.

O Cejur é o responsável pela organização e execução das atividades cooperadas entre as instituições, e, de acordo com o defensor público, Danilo Frasseto, será possível a oferta mútua de cursos de capacitação, de aperfeiçoamento funcional nas modalidades presencial e à distância, bem como atividades complementares de interesse comuns para DPE-TO e FACDO.

“Com a cooperação, por exemplo, a FACDO disponibilizará aos Membros e Servidores todo o acervo bibliográfico da Instituição para consulta e empréstimo, observando-se as normas e prazos estipulados pela Faculdade. Intercâmbio de pesquisadores e docentes, parcerias para a promoção de atividades de educação, seminários, entre outras, atividades que envolvam ações acadêmicas, cientificas e culturais, voltadas para a Região Norte”, explicou Danilo Frasseto.

Texto: Rose Dayanne 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.