ivanilson
Vereador Ivanilson Marinho

Na sessão desta terça-feira, 16 o vereador Ivanilson Marinho (PMDB), da cidade de Gurupi, Sul do Tocantins, apresentou uma indicação ao Prefeito da cidade Laurez Moreira e um requerimento ao Secretário de Educação Eurípedes Fernandes, solicitando que seja suspensa a distribuição dos livros didáticos distribuídos pelo MEC/FNDE 2016. De acordo com o vereador, os livros estão  em desacordo com o Plano Municipal de Educação de Gurupi para a primeira fase do Ensino Fundamental, contendo a abordagem de moral e sexual segundo a perspectiva da chamada “ideologia de gênero”

Segundo o parlamentar, o Plano Municipal de Educação de Gurupi foi discutido e aprovado pela Câmara Municipal, de acordo com a vontade popular, e que não fosse incluído a questão ideológica no Plano Municipal. Para o vereador Ivanilson, isso é uma clara afronta ao princípio da isonomia. “Para tanto, foram propostas emendas referentes à supressão de questões relativas à educação moral, ideologia de gênero”, disparou o parlamentar.

Entenda:

As crianças de escolas públicas e privadas que estudarem com os livros didáticos/2016 do MEC para a primeira fase do Ensino Fundamental poderão serão informadas sobre arranjos familiares de gays e lésbicas, com adoção de filhos. Elas tomarão conhecimento de bigamia, poligamia, bissexualismo e transsexualismo. Aprenderão a observar melhor os próprios corpos e os corpos dos outros através de exercícios em sala de aula, orientados pelo livro didático. Os livros também lhes dirão dos mais diferentes métodos anticonceptivos. A ministração desses conteúdos se inicia já no 1º ano, onde os alunos têm 6 anos de idade e, numa gradação de complexidade, termina no 5º ano com alunos de 10 anos.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.