secretário da Administração, Geferson Barros - Angélica Mendonça/Secad
secretário da Administração, Geferson Barros – Angélica Mendonça/Secad

A Secretaria da Administração (Secad) informou na tarde desta terça-feira, 16, que o Governo do Tocantins, deve pagar R$ 20 milhões da dívida referentes aos meses de outubro e parte de novembro de 2015,  dos prestadores de serviço pessoa física e jurídica do Plansaúde.

De acordo com o secretário de Estado da Administração, Geferson Barros, o montante total da dívida do Plansaúde é de R$ 60 milhões e ainda está nesse valor, porque o governo do Estado assumiu o rombo deixado pela gestão anterior. “Desde que assumimos o governo em janeiro de 2015, foram pagos R$ 67 milhões ao Plansaúde”, informou.

Até o final deste mês, haverá uma reunião com representantes dos prestadores de serviços e com os secretários de Estado da Fazenda e Administração para definição de um cronograma de pagamentos.

Histórico

O  Plansaúde  foi  instituído  em  dezembro  de  2003. Vinculado à Secretaria da Administração, recebe suporte operacional da Unimed Centro­ Oeste e Tocantins. Não é um Plano de Saúde regido pelas regras da Agência Nacional de Saúde Suplementar, e sim um  Plano  Público  de  Assistência  à  Saúde,  disponível  a  todos  os  servidores estaduais dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, incluindo Defensoria Pública, Tribunal de Contas e Ministério Público. Além disso, o atendimento é feito  nos  estados  do  Tocantins,  Maranhão  Goiás  e  no  Distrito  Federal,  com atendimento emergencial em todo o território nacional.

VEJA TAMBÉM
Dois suspeitos da morte de Subtenente são mortos em confronto com a Polícia

O Plano atende cerca de 89 mil usuários, entre titulares e dependentes. Estão credenciados 91 laboratórios, 17 hospitais e 310 clínicas. Com informações Ascom

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.