A empresa de material esportivo Nike rompeu nesta quarta-feira (17) o contrato de patrocínio com o boxeador filipino Manny Pacquiao após o atleta ter dado declarações contra o casamento gay no dia anterior.

Dez vezes campeão mundial de boxe e na luta por uma vaga no Congresso das Filipinas nas eleições de maio, Manny Pacquiao causou polêmica ao declarar que“casais gays são piores que animais”.

A declaração foi dada à TV5. Católico fervoroso e milionário, Pacquiao tenta um assento no Senado por um partido conservador do país do Pacífico.

blog_pacquiao

“Nós consideramos os comentários de Manny Pacquiao abomináveis. A Nike se opõe fortemente a qualquer tipo de discriminação e tem uma longa história de apoio e defesa dos direitos da comunidade LGBT. Não temos mais nenhuma relação com Pacquiao”, diz o comunicado da empresa norte-americana, que patrocinava o filipino desde 2006.

Após a declaração, o boxeador, que é candidato ao Senado no país, se desculpou pelos termos utilizados, mas reiterou sua posição contrária ao casamento entre pessoas do mesmo sexo.

VEJA TAMBÉM
Pacquiao: 'Casais gays são piores que animais'

Com informações Folha

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.