ezequiel-teixeira-sorrindoO governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) acaba de mostrar que é anti-cristão e que defende a classe LGBT. Ele exonerou agora pouco, o pastor Ezequiel Teixeira (PMDB) da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, depois de afirmar que a cura de homossexuais é possível.

Em seu lugar, será nomeado o atual secretário de Governo, o ex-presidente da Assembleia Legislativa Paulo Melo (PMDB). No lugar de Melo, entra o atual chefe de Gabinete de Pezão, Affonso Monnerat.

Em entrevista publicada pelo jornal O Globo desta quarta-feira (17), Ezequiel disse acreditar na “cura gay” e subiu o tom ao responder críticas feitas pelo coordenador do Rio sem Homofobia, Claudio Nascimento.

Ezequiel afirmou que os incomodados deviam se mudar, e se defendeu lembrando que “havia sido convidado” para estar à frente da pasta. E aqueles que o chamaram “sabiam se suas convicções”.

Diante da repercussão da reportagem, o governador lamentou as declarações do seu secretário. Pezão disse ser “totalmente contrário às posições de Ezequiel”.

O deputado federal, fundador da igreja evangélica Projeto Nova Vida, havia sido nomeado para a pasta no último dia 15 de dezembro, no lugar da economista Teresa Cosentino. Com informações Extra – Adaptações

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.