sergio-pauloDa Redação JM Notícia

O Apóstolo Sérgio Paulo, líder da Igreja Internacional da Renovação e presidente do Conselho Interdominacional dos Ministros do Evangelho do Tocantins (CIMETO), lamentou a nota de repúdio da Comissão dos Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil, sobre evento que aconteceu nesta quinta-feira (18), em Palmas, com a presença do deputado Pastor Marco Feliciano e da Psicóloga Marisa Lobo.

Segundo o apóstolo Sérgio Paulo, que também é advogado, afirmou ao JM Notícia, que talvez a gestão da OAB, tenha começado de forma ruim. “Estamos retratando coisas que são verdades, que retrata a família, que extrai do nosso meio, coisas que não pode ficar”.

O líder ainda criticou a falta de entendimento, que atrapalharia o diálogo. “Isso é uma incongruência, isso me causa estranheza.” O também advogado Dr. Ademir Barros também lamentou a nota da Comissão de Direitos da OAB, e disse que a Comissão se dedica a tentar amordaçar aqueles que têm opinião diversa de seus membros. “Se quer respeito, respeite. É opinião de alguns não concordar com essa ideologia de gênero que a pulso o governo petista tenta imprimir na educação, nas escolas, na vida, no dia-a-dia, enfim”.

VEJA TAMBÉM
Fernandinho é presença confirmada no Dia do Evangélico em Porto Nacional

A entidade, segundo informou a nota, repudia o “termo ideologia de gênero”, que foi tema do evento na Assembleia Legislativa. De acordo com a comissão, o termo “ideologia de gênero” não possui legitimidade epistêmica no campo das ciências humanas e sociais, e afirmou que, há uma tentativa de  distorcer um conceito Constitucional e de compromissos internacionais adotados pelo Brasil.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.