Crianças de 6 a 10 anos de idade estão sendo ensinadas nas escolas sobre a ideologia de gênero. Trata-se de uma imposição do governo petista, que comprovadamente já está presente em livros didáticos distribuídos pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC).

O senador Magno Malta (PR-ES), que é presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Família e Apoio à Vida, está fazendo graves denúncias contra a tentativa do Partido dos Trabalhadores e seus aliados de impor sua agenda pró-gay.

Conhecido pela sua atuação abertamente contra o governo petista, o senador Malta tem se manifestado seguidamente contra a legalização do casamento homossexual, do aborto e das drogas. Ele foi ao plenário do Senado afirmar que vai até o Conselho Nacional de Justiça para questionar as ponderações do juiz que autorizou um menino de 9 anos a “mudar de gênero e de nome”.

Em vídeo publicado na sua página do Facebook nesta quarta (17), Malta comunicou que está lançando uma “força tarefa”, ao lado de Alan Rick (PRB/AC), presidente da Frente parlamentar da Família na Câmara dos Deputados.

VEJA TAMBÉM
Seminário promove debate científico sobre identidade de gênero no RJ

Também estavam presentes o deputado estadual pastor Antônio dos Santos (PSC/SE) – presidente da Associação dos Parlamentares Evangélicos do Brasil – além do presidente do movimento nacional “De olho no livro didático”, Orley Silva e de representantes da Associação Nacional Pró-Vida e Pró-Família da Igreja Católica e da Frente Parlamentar Evangélica.

Ao longo de 10 minutos, são feitas várias denúncias graves. Por exemplo, são mostrados livros de história, geografia e ciências do ensino fundamental que além de falar sobre identidade de gênero abordam questões como doenças sexualmente transmissíveis, assuntos inapropriados para crianças que não tem maturidade para lidar com a sexualidade.

A Força Tarefa anuncia que tem como missão “fazer o enfrentamento a decisão do MEC de espalhar por mais de 5 mil escolas do Brasil material que fora rejeitado pelo Congresso nacional quando aprovou o Plano Nacional de Educação”.

Outra denúncia grave é que a decisão do MEC de espalhar esse material “fere o Estatuto da Criança e do Adolescente e alguns tratados de direitos humanos do qual o Brasil é signatário”.

VEJA TAMBÉM
Comissão no Senado aprova projeto para legalizar casamento gay

O professor Orley mostra que o material distribuído pelo governo petista fala de “homossexualismo, transexualismo e métodos anticonceptivos” para crianças. Com isso, leva para a escola questões morais que devem ser ensinados no seio da família, de acordo com as crenças individuais. Afirma também que esse material já está nas escolas desde o início de 2016.

No final, o senador Malta lança um alerta sobre a estratégia do PT: “a implantação de uma cultura filosófica e política para desconstruir a família, a sociedade e até a formação cristã deste país”. Com informações Senador Magno Malta

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.