ats-edinho-silvaNa manhã desta segunda-feira, 22, o Presidente da Agencia Tocantinense de Saneamento (ATS), Eder Fernandes, o Vice-Presidente Vinícius Parisi e a Superintendente Roberta Castro se reuniram com o prefeito de Silvanópolis Clayton Georgetti que veio cobrar um posicionamento sobre o abastecimento de água do município, comprometido devido a excassez de água na região.

 As ocorrências implicadas pela estiagem como a formação de material orgânico na represa prejudicando todo o sistema de tratamento de água, a interrupção no  funcionamento dos filtros, a manutenção dos equipamentos bem como o tratamento e as análises realizadas diariamente com o intuito de deter o mau cheiro da água foram apresentados ao prefeito.

Ainda durante o encontro, o presidente informou o prefeito sobre a perfuração do poço artesiano para contribuir com o abastecimento da cidade, que em breve estará funcionando. A disponibilidade de caminhões-pipa para suprir de forma prioritária a população durante o período de suspensão e a o cancelamento da cobrança da conta de água do mês de fevereiro também foram informações repassadas, oficialmente, ao prefeito.

l porém como gestor declarou que precisa se inteirar de todas as medidas que estão sendo executadas pela agência e assim manter a população informada com precisão dos fatos.

VEJA TAMBÉM
Marcelo Miranda recebe governadores para o 3º Fórum Brasil Central 2016

Novas ações

Em tempo, o presidente da ATS informou ao prefeito de Silvanópolis que a agência está trabalhando com medidas concretas para que na próxima estiagem as comunidades não sejam vítimas do desabastecimento. Uma das medidas apresentadas por Eder Fernandes  é a construção das barragens.

In loco

Ainda nesta segunda-feira o presidente da ATS se reúne, em Silvanópolis, com  representantes legislativos do município, o  prefeito e a  promotoria municípal. Na pauta mais esclarecimentos e encontrar alternativas para sanar o problema de abastecimento de água na cidade.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.