Da Redação JM Notícia – Ricardo Costa

Pr. José Alves Cavalcante, Presidente da Comadesma no Sul do Maranhão
Pr. José Alves Cavalcante, Presidente da Comadesma no Sul do Maranhão

O Presidente da Convenção evangélica no Sul do Maranhão (Comadesma) anunciou, em entrevista ao JM Notícia, que apoiará a candidatura do pastor José Wellington Júnior, à presidência da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB). O anúncio foi feito em Palmas, no último dia 30 de janeiro, em evento de inauguração de uma igreja ligada à Comadesma.

Liderando 356 igrejas sedes e 1.703 pastores no sul do Maranhão, pastor José Cavalcante afirmou que não conhece nenhum outro pré-candidato à presidência da CGADB.

“Não voto em branco. Até o momento, só conheço o pastor José Wellington Júnior. Se tem outro candidato, tem que aparecer… mas, até agora, não conheço nenhum outro nome”.       

Samuel Câmara

O líder assembleiano, pastor Samuel Câmara, em entrevista ao JM Notícia, durante a 42ª Assembleia Geral Ordinária, em Fortaleza, afirmou que sente triturado em todo o processo e descartou uma possível candidatura à CGADB: “Eu mesmo não construirei nada”.

Pr. Samuel Câmara ao JM Notícia
Pr. Samuel Câmara ao JM Notícia

Na ocasião, Pr. Samuel Câmara ainda citou a Bíblia para ilustrar que essa “trituração”  de seu nome pode fazer crescer novos interessados a concorrerem nas próximas eleições: “A Bíblia diz que se a semente cair na terra e não morrer ficará só, mas se morrer dá muitos frutos”. O líder assembleiano, apesar de tudo, mostrou-se ainda esperançoso quanto à possibilidade de um dia ser o escolhido para assumir o comando da CGADB: “Deus é capaz de pegar alguém lá do fundo e se essa pessoa for eu, estarei pronto!” exclamou.

VEJA TAMBÉM
Com suspeitas de irregularidades, sistema on-line é aberto para eleição dos membros da Mesa Diretora da CGADB

Crítica a “antecipação da corrida eleitoral”

Esclarecendo questionamentos sobre se seu nome poderia ser colocado em pauta ou não, pastor Samuel Câmara respondeu o seguinte: “Não sei se viverei. Eu diria como Tiago, há muitos que fazem planos, e dizem assim: eu farei isso, farei aquilo. Eu diria como Tiago: Se Deus quiser, não só viverei como estarei disponível nos planos de Deus.”

Promoção Pessoal

Câmara aproveitou ainda para criticar o que ele chamou de “promoção pessoal de nomes”. A crítica refere-se ao fato de o nome do pastor José Wellington Junior, filho do atual presidente da CGADB, que comanda a entidade há quase três décadas, já ter sido aclamado em algumas convenções como pré-candidato à presidência da Convenção Geral. “Deus terá que trabalhar muito para desfazer todas estas engenharias que estão sendo feitas, não só de promoção pessoal de nomes, dois anos antes, como também de um arcabouço legal para privilegiar situações”, disparou o pastor Samuel.

CPAD – “Galinha dos ovos de ouro”

O pastor ainda falou sobre o que ele acha da opinião de alguns ministros que dizem que a CPAD tem sido usada em benefício próprio pela atual gestão. Para ele, a Casa Publicadora das Assembleias de Deus sempre foi usada, pois, segundo afirmou, “ela é do sistema”.

Câmara disse que “ela é tida como a galinha dos ovos de ouro, daqueles que dela se utilizam para isso”. Porém, para ele, defendeu-se, “ela nunca foi galinha de ovos de ouro” e disse que a CPAD tem muito para crescer, pois tem um débito muito grande com a nação brasileira: “Nós somos uma denominação dita de 15 a 20 milhões de pessoas e tivemos aí uma prestação de relatórios, onde a maior publicação dela é a revista da Escola Dominical e é de 1,8 milhão, ou seja, ela serve a apenas dez por cento da denominação” argumentou o pastor.

VEJA TAMBÉM
Presidente da Comadego fala ao JM sobre entrada da Comadesma no Goiás

“Nas mãos de Deus”

O pastor Samuel Câmara findou a entrevista na ocasião, mostrando que entregou o seu futuro nas mãos de Deus e que está “pronto” caso o Senhor queira usá-lo para ser o novo líder da maior Convenção de igrejas do país.

“Vamos orar a Deus para que tudo vá bem. Seja quem Deus quiser. Eu continuo, mesmo contra a vontade dos lideres, eu continuo como membro. Eu sei que as pessoas querem me ver pelas costas na Convenção Geral, mas Deus é Deus.

“A Assembleia de Deus em Belém, Igreja mãe, e a honra de pastorea-lá já deveriam ser suficientes para que todas as pessoas, em respeito a Deus e a história dela, respeitassem também o pastor que lhe serve, neste caso, eu. Mas eu acho que tem hora em que tudo isso é esquecido. Mas não se surpreenda não se Deus disser: ‘ei é você’. “E na hora que ele disser eu estou pronto.” Samuel Câmara

Candidaturas

Em 2013, o pastor José Wellington foi reeleito presidente da Assembleia de Deus, com 9.003 votos, contra 7.407 votos de Samuel Câmara, de Belém do Pará. Na época,  pastor José Wellington, já acumulava 22 anos à frente da CGADB, que é considerada atualmente, a maior convenção evangélica do país, com cerca de 80 mil ministros filiados. Pastor Samuel Câmara já disputou o posto pela terceira vez.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.