carlos-amastha-palmas
Prefeitura de Palmas deve proibir tráfego de veículos pesados em Palmas – Foto: Júnior Suzuki

A Prefeitura de Palmas está elaborando um Decreto para determinar as normas de circulação de veículos de carga nas vias internas do município. Segundo a proposta inicial, o decreto restringe a circulação de veículos de carga, onde o tráfego de escoamento de safra, produtos industrializados, caminhões de grande porte conflitam com o trânsito local, danificam as vias, asfaltos e equipamentos urbanos. O foco é evitar tráfego destes veículos em horários de pico, como início da manhã e horário de almoço.

Nesta terça-feira, 23, em reunião com representantes de entidades comerciais e imprensa, o prefeito Carlos Amastha e o titular da Secretaria Municipal de Acessibilidade, Mobilidade, Trânsito e Transporte (Smamtt), Christian Zini, anunciaram que a gestão municipal dará o prazo de até a próxima segunda-feira, 29, para que empresários possam sugerir alternativas de rotas e horários.

“Pegamos as sugestões dos setores para organizar o texto desse decreto e já estamos trabalhando nisso há quatro meses. Estamos fazendo exatamente o que os setores envolvidos entendem como sendo o certo e daremos mais esse prazo para algum reajuste, antes de publicar o decreto”, disse Amastha.

VEJA TAMBÉM
Motorista é multado por excesso de velocidade enquanto descarregava o carro

Para o presidente da Associação Comercial e Industrial de Palmas (Acipa), Kariello Coelho, o diálogo com a gestão municipal foi fundamental para promover tranqüilidade à classe empresarial. “Em nenhum momento, essas normas foram feitas de maneira imposta. Todo o processo se deu de forma transparente. Tenho certeza de que Palmas está se preparando para crescer ainda mais e a população como um todo só tem a ganhar”, destacou o presidente.

A expectativa é de que o decreto seja publicado na próxima semana. Após a publicação, a Prefeitura vai realizar campanha educativa durante 30 dias junto à classe comercial a fim de colaborar com a adequação do setor às novas regras. Com informações Ascom Palmas

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.