CINTIA-RIBEIRO-PSDBA direção da comissão metropolitana do PSDB de Palmas prestigiou o lançamento da campanha contra o chamado caixa 2 nas eleições, projeto feito em parceria entre OAB-TO (Ordem dos Advogados do Brasil – seção Tocantins) e CNBB (Confederação Nacional dos Bispos do Brasil). O evento ocorreu na noite de sexta-feira, 26, na sede da OAB em Palmas.

Representando a comissão, Cinthia Ribeiro compareceu à cerimônia, que contou com a palestra do juiz Marlon Reis, idealizador e um dos redatores do projeto da Lei da Ficha Limpa. “Iniciativas como essa da OAB e da Igreja Católica são muito bem-vindas para quem quer uma política onde prevaleçam a ética, moralidade e respeito com a coisa pública”, declarou Cinthina, que presidente o PSDB Mulher no Tocantins.

“Trago, em nome da metropolitana, a mensagem de apoio à campanha da OAB e da Igreja Católica. É o pensamento comum do senador Ataídes [Oliveira], presidente estadual, e do presidente da metropolitana de Palmas, doutor Juvenal Klayber, um advogado experiente em Direito Eleitoral, de combate a práticas como essa”, complementou.

Para Cinthia Ribeiro, o PSDB tem papel importante no combate à corrupção. Durante o pleito eleitoral de 2010, a sigla lançou no Tocantins o movimento “Xô, corrupção”. E, em nível nacional, há inúmeras iniciativas concretas do PSDB e de parlamentares do partido nesse sentido. Um deles, por exemplo, propôs alteração da Lei das Eleições para tipificar como crime de o próprio “Caixa 2”. Há ainda o projeto que transforma atos comprovados de corrupção em crime hediondo, com aumento de pena. “Esses são só alguns poucos exemplos. O PSDB desempenha no país uma ação de combate e denúncia das mazelas e corrupção na gestão pública. Além disso, atua na prática, com iniciativas que visam coibir a prática nociva de atos que acabam surtindo o efeito direto no cidadão, que sofre com a saúde como está e segurança, por exemplo”, finalizou.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.