Deputado Eli Borges
Deputado Eli Borges

O deputado Eli Borges (PROS) usou a tribuna na sessão desta terça-feira, 1º, para criticar a inclusão do debate sobre diversidade de gênero nas escolas, conhecida como “ideologia de gênero”. O parlamentar disse ser contra a discussão sobre sexualidade no ambiente escolar, assim como a abordagem do assunto em livros didáticos. Para o deputado, a proposta fere a Constituição Federal, o Estatuto da Criança e do Adolescente e princípios religiosos.

“A Constituição Federal é clara quando afirma que a formação moral a respeito do conceito de família é de responsabilidade dos pais. Diante disso, defendo que essa discussão tem que existir apenas no ambiente familiar, onde os responsáveis poderão ter oportunidade para fazer as orientações adequadas”, declarou Eli.

O parlamentar disse que vai apurar se o tema está sendo trabalhado nas escolas estaduais e se livros didáticos contém textos e ilustrações sobre o assunto. “A informação que temos é a de que há um livro da coleção Porta Aberta circulando em Palmas. Vamos verificar. Caso esteja, teremos que recolher as assinaturas necessárias para proibir sua utilização”, cogitou.

VEJA TAMBÉM
Grupo infantil lança canção contra ideologia de gênero e é atacado nas redes sociais

O livro didático citado e apresentado pelo deputado é de Ciências Humanas e da Natureza dirigido para o 1º ano do ensino fundamental e distribuído pelo Ministério da Educação. A adoção do tema pelo MEC ocorreu em setembro do ano passado através da criação do Comitê de Gênero. No entanto, a inclusão da “ideologia de gênero” no currículo escolar foi rejeitada pelo Congresso Nacional, tendência que se manteve na maioria dos estados e municípios. (Maisa Medeiros e Glauber Barros)

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.