secretário da Administração, Geferson Barros - Angélica Mendonça/Secad
Secretário da Administração, Geferson Barros – Angélica Mendonça/Secad

O secretário da Administração, Geferson de Oliveira Barros, foi agredido quando saia da sede da Secretaria da Administração (Secad), na noite de ontem, por volta das 21 horas.

De acordo com informações do secretário, ao deixar a pasta ele foi cercado por enfermeiros grevistas que tentaram lhe agredir fisicamente e o agrediu verbalmente tecendo palavras como “vagabundo, pilantra, safado e corrupto”. Barros explicou que a coisa só não foi pior porque dirigentes do Seet interviram e evitaram a agressão.

Geferson teve seu carro amassado e arranhado e se dirigiu até a delegacia da Polícia Civil onde registrou um boletim de ocorrência.

A agressão aconteceu após uma reunião entre o secretário e os representantes dos enfermeiros que não chegou a uma negociação. A categoria está em greve desde o inicio de fevereiro e a 21 dias estão acampados na frente da Secad.

Através de nota, o Governo do Tocantins repudiou agressão e considerou o ato como “insano”. A nota também diz que a gestão fará de tudo para identificar e punir os responsáveis.

VEJA TAMBÉM
Profissionais da enfermagem finalizam greve e retornam as atividades normais nos hospitais do Estado

Demandas

Conforme o Sindicato dos Profissionais de Enfermagem do Estado do Tocantins (Seet), cerca de 70% dos 1,8 mil técnicos, auxiliares e enfermeiros de Palmas aderiram à paralisação. Os outros 30% continuam trabalhando. Os manifestantes reivindicam melhores condições de trabalho, alimentação, e pagamento de retroativos, adicional noturno e gratificação.

Os manifestantes reivindicam melhores condições de trabalho, alimentação, e pagamento de retroativos, adicional noturno e gratificação. Com informações Portal Stylo

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.