Da Redação JM Notícia

DT (3)
(Divulgação) Ronaldo Santana, 40 anos, mora no mesmo prédio da família de Laura e está sendo procurado pela polícia civil.

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) divulgou na manhã desta sexta-feira, 04, informações sobre o principal suspeito do desaparecimento da menina Laura Vitória. Ronaldo Santana da Silva, 40 anos, que mora no mesmo prédio da família da desaparecida e está sendo procurado pela polícia civil.

Segundo informações do delegado João Sergio Kennup, responsável pelas investigações, no dia do desaparecimento de Laura Vitória, Ronaldo estava bêbado e tentou aliciar outra menina na escadaria do prédio. “Um vizinho viu, falou pra gente, e nós interrogamos a mãe desta menina”, afirma o delegado.

A menina confirmou o fato, e disse ainda que Ronaldo tentou levá-la pra sua casa.“Em seu depoimento, Ronaldo nos disse que tentou levar a menina pro seu apartamento, mas que na hora sua mulher estava lá. Ela desmentiu, dizendo que estava trabalhando e só chegou por volta das quatro da tarde”, comenta o delegado.

VEJA TAMBÉM
Pesquisa aponta crescimento de 1,52% na intenção de consumo dos palmenses, no mês de janeiro

“As investigações apontam que, logo depois, quando Ronaldo desceu do prédio, Laura estava no mercado. Temos informações de que ele tentou segui-la”, afirma Kennup, que tentou ouvi-lo novamente, mas ele desapareceu.

A polícia civil expediu um mandado de prisão temporária contra Ronaldo Santana há quase 20 dias. De acordo com a DHPP, Ronaldo já foi preso em flagrante por estupro de vulnerável no mesmo prédio, e estava em liberdade condicional por três crimes de pedofilia.

Ascom

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.