Da Redação JM Notícia

DT (3)
(Divulgação) Ronaldo Santana, 40 anos, mora no mesmo prédio da família de Laura e está sendo procurado pela polícia civil.

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) divulgou na manhã desta sexta-feira, 04, informações sobre o principal suspeito do desaparecimento da menina Laura Vitória. Ronaldo Santana da Silva, 40 anos, que mora no mesmo prédio da família da desaparecida e está sendo procurado pela polícia civil.

Segundo informações do delegado João Sergio Kennup, responsável pelas investigações, no dia do desaparecimento de Laura Vitória, Ronaldo estava bêbado e tentou aliciar outra menina na escadaria do prédio. “Um vizinho viu, falou pra gente, e nós interrogamos a mãe desta menina”, afirma o delegado.

A menina confirmou o fato, e disse ainda que Ronaldo tentou levá-la pra sua casa.“Em seu depoimento, Ronaldo nos disse que tentou levar a menina pro seu apartamento, mas que na hora sua mulher estava lá. Ela desmentiu, dizendo que estava trabalhando e só chegou por volta das quatro da tarde”, comenta o delegado.

VEJA TAMBÉM
Pastor João Campos participa da ceia geral e eleição da nova diretoria Nação Madureira

“As investigações apontam que, logo depois, quando Ronaldo desceu do prédio, Laura estava no mercado. Temos informações de que ele tentou segui-la”, afirma Kennup, que tentou ouvi-lo novamente, mas ele desapareceu.

A polícia civil expediu um mandado de prisão temporária contra Ronaldo Santana há quase 20 dias. De acordo com a DHPP, Ronaldo já foi preso em flagrante por estupro de vulnerável no mesmo prédio, e estava em liberdade condicional por três crimes de pedofilia.

Ascom

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.