A falta de efetivo de policiais é tida por muitos como um dos problemas da falta de segurança. O comando da PM tenta aumentar a quantidade de militares nas ruas, tentando retirar os profissionais que estão à disposição a outros órgãos. Outra medida para crescer o quantitativo é a realização de concurso público. Um anúncio poderá ser feito hoje em Goiânia -GO.

concurso pm goias policia militar de goias marconi perillo foto divulgacao

Segundo a coluna Giro do Jornal O Popular, o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB) deve anunciar concurso para 3 mil policiais, sendo 2,5 mil militares e 500 civis. A comunicação deverá ocorrer durante a primeira reunião da força-tarefa criada no mês passado para reduzir a criminalidade em Goiás.

De acordo com a publicação, Perillo teria conversado longamente com os secretários José Eliton (Segurança), Ana Carla Abrão (Sefaz) e Joaquim Mesquita (Segplan) e chegou à conclusão de que, com as medidas de contenção de gastos desde o ano passado, será possível aumentar o efetivo policial no Estado.

A intenção seria de realizar o concurso neste semestre para que os aprovados passem pelos cursos de formação e estejam na ativa até o fim deste ano ou início do próximo.

VEJA TAMBÉM
AD Madureira realiza despedida de missionário a ser enviado a Esperantinópolis –MA

O presidente do Sindicato dos Policiais Civis (SINPOL), Paulo Sério Alves Araújo, analisou o déficit de integrantes da PC, em artigo no Diário de Goiás (LEIA AQUÍ: A Polícia Civil está doente) Fonte: Diário de Goiás

Tocantins

Polícia Militar do Tocantins (PM-TO) também já confirmou para este ano a realização de um novo concurso público para soldados e oficiais da corporação. A informação é do comando da PM-TO, que disse ainda que o certame está previsto no Plano Plurianual e será realizado o mais breve possível. Outra confirmação é sobre o quantitativo de vagas, que será de 1.000 para soldado e 30 para oficial. 

Segundo a Secretaria Estadual da Administração (Secad) o concurso se faz necessário devido ao grande número de integrantes do quadro da polícia militar aptos a se aposentar. ” E para atender  Lei de Responsabilidade Fiscal que trata, no Artigo 22, inciso IV, sobre o provimento do cargo público, a admissão ou contratação de pessoal a qualquer título, ressalvada a reposição decorrente de aposentadoria ou falecimento de servidores das áreas de educação, saúde, segurança, o Governo dará  prioridade à efetivação do concurso público”, pontuou.

VEJA TAMBÉM
"É um terreno propício para o avivamento", comenta Israel Salazar sobre crise no país

O último concurso da Polícia Militar de Tocantins (PM-TO) recebeu 29.865 inscrições, sendo 21.880 de homens e 7.985 de mulheres. A seleção era para 300 vagas no cargo de soldado. Do total de vagas, 270 eram destinadas para candidatos do sexo masculino e 30 para candidatos do sexo feminino. O vencimento era de R$ 3.057,77, mais auxílio alimentação.

Para entrar na disputa, os interessados devem ter o Ensino Médio completo, idade entre 18 e 30 anos e altura mínima de 1,63m para homens e de 1,60m para mulheres, entre outras exigências.  O regime de contratação é o estatutário, que garante a estabilidade.

COMPARTILHAR

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.
  • Brendo Winchester

    Sabe que mês vai ser?