Fernandinho-2

O crescimento da religião evangélica no Brasil é algo visível. Segundo dados do IBGE lançados em 2010, os evangélicos são 22% da população brasileira, mais de 42 milhões de pessoas. A mesma pesquisa mostrou, também, dados sobre a distribuição da população evangélica nas capitais do país, apontando quais são as mais (e menos) evangélicas do Brasil.

Em termos de números, São Paulo é a capital com mais evangélicos, com 2,3 milhões. No entanto, se considerada a porcentagem da população, a capital paulista fica apenas em 20º lugar, com 21,88% de evangélicos professos. A capital com maior percentual de evangélicos é Rio Branco, no Acre, com 39,54% de evangélicos, seguida de Manaus (35,19%), Palmas (32,77%) e Porto Velho (32,16%). A capital “menos evangélica” do Brasil é Porto Alegre, com apenas 11,65% de evangélicos.

Apesar dos números, a igreja brasileira passa por uma crise doutrinária séria, com o avanço das denominações neopentecostais e o abandono de doutrinas centrais da fé cristã. Essa crise resulta em outros problemas sérios – como problemas e escândalos morais e pouca efetividade missionária, com poucos cristãos pregando e vivendo o genuíno evangelho. Que Deus possa ter misericórdia de Sua igreja no Brasil, e fazer com que esta experimente, de fato, um verdadeiro avivamento e um crescimento saudável.

VEJA TAMBÉM
Primeira noite do 23º Comadec reúne milhares de adoradores em Taquaralto.

Com informações Consciência Cristã

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.