defensor
“Estou feliz por voltar para casa”, afirma ex-servidor empossado como Defensor Público do Tocantins

“Eu disse à minha alma, fica tranquila e espera, até que as trevas sejam luz e a quietude seja dança.” Parafraseando o filósofo norteamericano T.S. Eliot, o recém empossado defensor público Dianslei Gonçalves Santana, 29, abriu o seu discurso na manhã de terça-feira, 16, em solenidade de posse na Sala do Conselho Superior. Dianslei Santana foi aprovado no último concurso de carreira, realizado em 2013, e passa a integrar a equipe de Membros da Instituição, completando agora um total de 113 Defensores Públicos ativos, lotados nas 42 comarcas do Estado.

Na presença de amigos, familiares, Servidores e Membros da DPE-TO – Defensoria Pública do Estado do Tocantins, o Defensor Público se emocionou ao lembrar da passagem pela Instituição como analista jurídico, de 2011 a 2013, e das inúmeras conquistas ao longo da carreira. “A minha tranquilidade era de que um dia eu retornaria para a minha casa e a minha alma pedia essa tranquilidade, e eu dizia a ela que isso seria possível. Estou muito feliz por voltar para casa e ser nomeado e empossado Defensor Público no meu querido estado do Tocantins. Estou aqui para poder somar e fazer a diferença com todos os outros defensores”, expressou Dianslei.

No período em que atuou na DPE-TO, Dianslei Gonçalves Santana trabalhou como analista jurídico no gabinete da defensora pública Maria do Carmo Cota. Natural de Paraíso do Tocantins, ele mudou-se do Estado no dia 13/03/2013 para trabalhar como Defensor Público no Acre e, posteriormente, como promotor de justiça no Maranhão. “A defensoria pública hoje está em festa e com grande motivo para comemorar. Dianslei foi meu aluno, meu assessor por mais de dois anos. Competente, inteligente, reúne todas as características de um jovem profissional e de um currículo invejável. Dianslei é motivo de orgulho para todos nós”, comemorou a defensora Maria do Carmo Cota.

VEJA TAMBÉM
Aprovados no concurso da Polícia Civil denunciam publicidade enganosa do Governo

Para o recém empossado defensor público, o retorno ao seu Estado, após três anos, é a chance de colocar em prática a grande bagagem adquirida. “Deixo o meu anseio e representação à doutora Maria do Carmo que sempre me incentivou e apoiou. Volto agora para somar aos quadros da Defensoria no Tocantins como defensor público com o intuito de tutelar aos anseios dos hipossuficientes, das pessoas que realmente necessitam de uma atuação digna, de uma atuação eficaz”, destacou.

Conquista

O subdefensor público-geral, Alexandre Augustus El Zayek, parabenizou o novo defensor público do Tocantins pela conquista e pelo retorno ao Estado. “Ficamos felizes com o seu retorno, sei que já pertenceu a essa casa e já ocupou outros cargos em outros estados da federação, mas acredito ser essa a conquista mais especial que as outras. Não porque é a melhor ou a última delas, mas sim porque o traz de volta à origem de um sonho, onde tudo começou e o traz de volta ao seu estado natal e ao seio da sua família. Seu mister de agora em diante é saciar a sede e a fome de Justiça dos mais necessitados”, declarou o subdefensor público-geral.

O presidente da Adpeto – Associação dos Defensores Públicos do Estado do Tocantins, Neuton Jardim afirmou que a posse de Dianslei fortalece a assistência integral aos hipossuficientes, principal alvo de trabalho de um defensor público. “Toda a sua trajetória foi muito importante e prova que você vai procurar por todos os meios levar ao fim e continuar a trabalhar em prol dos nossos Assistidos. A Adpeto se sente engrandecida por você voltar ao Tocantins e desejo sucesso nesta sua nova jornada”, disse o defensor público.

VEJA TAMBÉM
Governo do TO nomeia comissão para a realização do concurso de Procurador

Ao final da cerimônia, Dianslei descreveu o momento como a realização de um sonho. “Farei doravante o que hoje sinto que nasci para fazer, agora vivo o fim de uma jornada de prestar concurso e não saber do seu resultado, e o começo de um novo desafio. Como diria Milton Nascimento, são só dois lados de uma mesma viagem, o trem que chega é o mesmo trem que despede.”

Perfil

Dianslei Gonçalves Santana, tem 29 anos, é natural de Paraíso do Tocantins, graduado em Direito em 2010 pela Universidade Federal do Tocantins – UFT, pós-graduado em direito constitucional em 2013 pela Universidade Anhanguera, autor da obra Análise Crítica do Sistema Sindical Coorporativista no Brasil e Propostas de Mudanças do Texto Constitucional publicado em 2013. Trabalhou como estagiário do Ministério Público Federal no período de 29/08/2008 a 28/08/2010; na Defensoria Pública do Estado do Tocantins no cargo de analista jurídico de Defensoria Pública no gabinete da defensora pública Maria do Carmo Cota no período de 01/02/2011 a 01/02/2013; foi defensor público no Estado do Acre (lotado nas seguintes comarcas Cruzeiro do Sul, Plácido de Castro, Acrelândia e Rio Branco no período de 19/03/2013 a 17/09/2015 recebendo elogios do defensor público-geral pela atuação pela portaria 282 GAB-DPE-AC de 08/02/2015. Foi promotor de justiça no Estado do Maranhão no período de 17/09/2015 a 15/03/2016), sendo titularizado na comarca de Arame.

Texto: Cinthia Abreu

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.