edir-macedo-templo-salomao

O número de famosos considerados amigos dos homossexuais foi bem maior que o de inimigos no Oscar Gay 2015, brincadeira que o Grupo Gay da Bahia (GGB) promove anualmente após a festa do cinema americano, para divulgar quem “pisou na bola” e os que fizeram “gol” em favor da luta contra a homofobia, na visão da entidade . O procurador-geral da República Rodrigo Janot e o polêmico bispo Edir Macedo da Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd) são duas das personalidades “amigas” agraciadas com o Troféu Triangulo Rosa.

Conforme o GGB Janot caiu nas graças dos homossexuais pelo parecer prévio ao Supremo tribunal Federal “dando ao Congresso Nacional prazo razoável para concluir a votação do projeto de criminalização da homo/transfobia”. O bispo Macedo entrou na lista de beneméritos do GGB por declarar: “Jesus incriminou os religiosos hipócritas, não os gays. A Iurd sempre aceitou e aceita todos os homossexuais como acolhe todo ser humano do jeito que é”. No total foram 37 “amigos” dos gays, entres os quais Galvão Bueno e Pedro Bial “por se deixarem fotografar dando ‘selinho’ nos bastidores de especial da Globo”.

Com informações A Tarde UOL

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.