Claudemir Portugal destaca avanço no saneamento básico e instalação de empresas em Palmas
Claudemir Portugal destaca avanço no saneamento básico e instalação de empresas em Palmas

 

O vereador Claudemir Portugal destacou, nesta quinta-feira, 17 de março, o trabalho do prefeito Carlos Amastha (PSB) nas negociações para ampliar o saneamento básico na Capital. O parlamentar lembrou que, pelo plano de investimento da Odebrecht Ambiental/Saneatins (empresa responsável pelo abastecimento de água na Capital), a universalização do saneamento básico só iria chegar por volta depois de 2025. Agora, nesta quarta a Prefeitura de Palmas vai receber o selo comemorativo da universalização do serviço de coleta e tratamento de esgoto, uma vez que a Capital tocantinense atingiu a meta levando o serviço a mais de 80% dos moradores.

“O prefeito soube conduzir muito bem a negociação logo que assumiu a sua gestão. Hoje, mais de 210 mil pessoas têm saneamento básico na Capital. Isso é qualidade de vida”, destacou o vereador.
O vereador também elogiou a cidade que está conseguindo atrair investimentos privados. Ele destacou que nos últimos meses três importantes hotéis se instalaram em Palmas ou estão se instalando: o Hotel 10, o Hotel Céu e o Select Hotel.
“Nós temos a necessidade desses empreendimentos, que geram empregos”, ressaltou o vereador. Ele destacou que cada empresa dessa que se instala em Palmas são dezenas de “empregos para a população palmense”.
 
Aureny III
 
O vereador ressaltou a sua satisfação com a recuperação da Avenida Araguia no Jardim Aureny III. Ele destacou que a gestão do prefeito Amastha está fazendo a obra com material de qualidade e isso vai garantir a tranquilidade dos moradores da região.
 
Por fim, o Claudemir Portugal elogiou outras ações do município, como as obras no setor Morado do Sol II, que recebeu um Centro Integrado, ginásio entre outros e a aprovação do Plano Carreira Justa, que beneficia os funcionários municipais.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.