porta dos fundos
(Reprodução Gospel Prime) Porta dos Fundos inventa novo Jesus, e ele é miliciano.

O novo esquete com temática religiosa produzido pelo Porta dos Fundos acaba de confirmar que cristãos são um dos alvos de chacota prediletos do grupo.

Há quem diga que portais voltados para o público gospel não deveriam abordar tais esquetes, para não dar a elas ainda mais ressonância. Porém, desta vez é inevitável. O grupo se superou na caracterização negativa e no desrespeito ao ícone máximo da fé cristã, Jesus.

Na peça roteirizada por Antônio Tabet e Gabriel Esteves, um cristão recebe em sua porta o que parece ser um evangelista, que anuncia ao mesmo que ele precisa ouvir a palavra de Peçanha.
Peçanha é o sujeito de óculos escuro e arma na cintura que está a seu lado, e, segundo o evangelista, seria melhor que Jesus.

A conversa segue com comparações estapafúrdias entre o miliciano e Jesus, que servem para desfazer da fé cristã. O evangelista pergunta ao cristão se algum dia Jesus lhe respondeu, e diz que Peçanha sempre responde os chamados e realiza até milagres (na base da violência).

VEJA TAMBÉM
Porta dos Fundos escarnece Natal e MPF diz "tudo bem". Confira

Enquanto seguem sem zombar de Maomé, o Porta do Fundos se repete ao fazer chacota de Jesus, pintando cristãos como bobos (o rapaz que recebeu o evangelista de Peçanha em sua porta aos poucos vai sedendo à argumentação) e inventando um novo filho de Deus.

Até o fechamento desta matéria, a esquete já havia recebido mais de 1,5 milhões de visualizações no Youtube.

Sua rejeição, porém, é maior que a da maioria dos vídeos do canal (o conteúdo comum do grupo é permeado de palavrões e referências diretas e indiretas a comportamento sexuais), chegando a quase 20 mil “dislikes”, enquanto a dos demais vídeos que não atacam diretamente a fé cristã não passa de cinco mil.

Informações Gospel Prime

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.