encontro comfinamento regiao matopiba fotos MANOEL JUNIOR (7)
(Divulgação) o pecuarista João Paulo Modesto Borges disse que as tecnologias têm ajudado a melhorar os resultados na produção de seu trabalho.

Cerca de 160 pessoas entre pecuaristas, técnicos agrícolas e acadêmicos do setor agropecuário, participaram na manhã desta sexta-feira, 18, em Palmas, do 5º Encontro sobre Confinamento na Região do Matopiba. O Encontro foi promovido pelo Governo do Tocantins por meio da Secretaria do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro), instituições públicas e privadas, com grande respaldo entre os participantes que aproveitam as informações, adotando cada vez mais as tecnologias divulgadas, para gerir suas atividades de forma lucrativa.

Os eventos têm atraído cada vez mais produtores, que buscam informações para aprimorar a produção de animais finalizando-os para o abate com as tecnologias dos sistemas de confinamento e, ou semi-confinamento. E ainda para aqueles que se pretendem fazer uso das tecnologias.

Durante as palestras “Sucesso do Confinamento começa no pasto” e “Grão Inteiro”, os palestrantes Thiago Teixeira e Bruno Vasconcelos afirmaram que é cada vez maior o número de pecuaristas que utilizam as tecnologias dos sistemas de confinamento e semi confinamento, o que antes era privilégio apenas dos grandes pecuaristas.

VEJA TAMBÉM
Presidente nacional do PMDB quer expulsão de Kátia Abreu dos quadros da sigla
encontro comfinamento regiao matopiba fotos MANOEL JUNIOR (3)
(Divulgação) Palestrantes confirmam o crescente número de pecuaristas que utilizam tecnologias de confinamento.

Os eventos que vêm sendo promovidos pelo Governo do Estado desde 2014, e as informações debatidas nesses encontros foi uma das razões que atraiu o pecuarista João Paulo Modesto Borges, proprietário da Fazenda Araguaia, município de Jaú do Tocantins, região Centro Oeste do Estado. “As tecnologias vêm aprimorar os resultados em melhorias para o produtor, a exemplo da rentabilidade financeira”, disse.

Já o pecuarista Sandro Roberto de Campos que cria bovinos no município de Centenário disse que é a primeira vez que participa do evento. “Estou aqui para saber mais sobre confinamento, pois pretendo iniciar a produção no sistema de semi confinamento”, afirmou.

O secretário de Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária, Clemente Barros, agradeceu a presença de todos e o apoio da iniciativa privada que é de relevante importância para o sucesso dos eventos. “Os encontros têm ajudado na qualificação dos pecuaristas, para enfrentar momentos diferenciados na atividade e nos mercados que se expandem, a exemplo da exportação de carne para os Estados Unidos”, destacou.

VEJA TAMBÉM
Ministra Kátia Abreu comemora desempenho do agronegócio

Este é o quinto evento sobre confinamento, realizado nos últimos dois anos pelo governo do Estado, em parceria com instituições públicas e privadas. O primeiro aconteceu em 2014, atraindo a participação de 120 pessoas.  Em 2015, 3º Encontro, o sucesso de público se repetiu. Os eventos aconteceram em Paraíso, Angico região do Bico do Papagaio e Palmas.

Ascom

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.