Da Redação JM Notícia

milton-neris-jm
(Divulgação) Vereador Milton Neris (PR)

Os vereadores Milton Neris (PR), Lúcio Campelo (PR), Júnior Geo (PROS), Claudemir Portugal (PPS) e Rogério Freitas(PMDB)  criticaram a gestão do prefeito Amastha, na sessão desta terça-feira, 22. Problemas na infraestrutura da cidade, como falta de iluminação e roçagem, aterro sanitário e merenda escolar foram os assuntos mais comentados pelos vereadores, que afirmaram que “a prefeitura só não tem dinheiro pra fazer o que é necessário”. Não tem dinheiro para merenda escolar, mas tem para ornamentação da Páscoa”.

Dentre os mais críticos, Milton Neris e Lúcio Campelo falaram da falta de prioridade na gestão. “Essa gestão só mostra que não tem planejamento, ao demitir servidores que trabalham. Não tem dinheiro para pagar os servidores, mas tem um milhão pra gastar com decoração da Páscoa e com o Palmas Capital da Fé . Vários CMEI estão precisando de merenda escolar digna, os gestores fazem o possível e o impossível para manter pelo menos o leite com bolacha. Aonde está a prioridade da atual gestão?”- argumentou o vereador Milton Neris.

VEJA TAMBÉM
Júnior Geo cobra transparência nos investimentos das obras públicas da capital
lucio-campelo
(Divulgação) Vereador Lúcio Campelo(PR)

O vereador Júnior Geo(PROS) acrescentou que já havia feito uma denúncia ao Ministério Público Federal quanto a questão do repasse de recursos para as merendas das escolas. “Esse recurso da merenda escolar é federal, se o repasse não está sendo feito devidamente, a gestão está fazendo uso indevido do dinheiro”, disse o professor.

Lúcio Campelo argumentou sobre as roçagens que não estão sendo feitas em alguns pontos da cidade. “Isso não pode acontecer porque vai aumentar ainda mais os riscos de doenças perigosas que estamos vendo acontecer. A prefeitura não cumpre o seu papel social. Mas faz ornamentação para a Páscoa. Nunca vi tanta desonestidade de uma gestão como essa. Vamos expulsar esse prefeito de Palmas. Palmas está sendo administrada por uma quadrilha”, afirmou o vereador.

O presidente da Casa, Rogério Freitas (PMDB) argumentou sobre a falta de iluminação na Avenida NS 2. “Os estudantes da faculdade ITOP estão se sentindo inseguros com a falta de iluminação em frente à faculdade. Precisamos tomar medidas para minimizar a sensação de insegurança desses alunos”, disse.

VEJA TAMBÉM
"Secretários de Educação e Saúde vão ser escolhidos pelos profissionais da área”, garante Bernardo
rogeriofreitas
(Divulgação) Rogério Freitas (PMDB)

Por falta de quórum, as pautas do dia não foram votadas. Dentre os assuntos estavam o projeto do vereador Etinho Nordeste sobre obrigatoriedade de instalação dos armários de guarda-volumes nos estabelecimentos bancários; projeto do vereador Adão Índio sobre serviços de infraestrutura no Setor Irmã Dulce;  projeto do vereador Claudemir Portugal sobre infraestrutura no setor Bertaville e construção de campo de futebol no Aureny III, dentre outros projetos, que tratam principalmente da infraestrutura de alguns setores da cidade, como roçagem, cascalhamento, iluminação e revitalização de bairros e avenidas da cidade.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.