Halum diz que votará a favor do impeachment da presidente Dilma
Halum diz que votará a favor do impeachment da presidente Dilma

Em nota enviada a imprensa na manhã desta quarta-feira, 23, o deputado federal  Cesar Halum (PRB) anunciou que votará a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

PRB deixou a  base do governo da presidente Dilma Rousseff na semana passada. Na ocasião o partido entregou os cargos que ocupava dentro da administração pública federal. O partido explicou que passaria a trilhar um caminho independente.

De acordo com Halum, a sigla deixou os deputados federais livres para decidirem sobre seus votos e segundo ele, sua decisão foi pautada  por “motivos como as sucessivas e graves denúncias de corrupção envolvendo o governo, a dificuldade da presidente de formular um projeto político e econômico capaz de conter a crise instalada e restaurar a confiança dos brasileiros no futuro do país”.

Veja a nota na íntegra

Caríssimos
Diferente do atual Governo, em toda minha vida pública, fui um homem de posição partidária, respeitando opiniões adversas e fazendo um debate justo e limpo, sempre em favor do país.

Na última quarta-feira, 16 de março, o Partido Republicano Brasileiro – PRB se desligou da base da presidente Dilma Rousseff. Nos tornamos independentes. Nesta terça-feira, 22, em reunião, nossa sigla liberou todos os parlamentares a tomarem individualmente a decisão a respeito do processo de impeachment que deve ir a plenário nas próximas semanas.

Eis a decisão: votarei sim, a favor do impeachment da presidente da República;

Entre tantos motivos como as sucessivas e graves denúncias de corrupção envolvendo o governo, a dificuldade da presidente de formular um projeto político e econômico capaz de conter a crise instalada e restaurar a confiança dos brasileiros no futuro do país, destaco aqui o veto da presidente à Auditoria da Dívida Púbica, que ao meu ver foi a gota d´agua, demonstrando a falta de transparência do seu Governo e de suas ações, pois a começar pelos próprios beneficiários desta dívida, cujos nomes são considerados como sigilosos, apesar de se tratar de recursos públicos, existe uma caixa preta em torno do tema que deveria esclarecer por exemplo a real necessidade das altíssimas taxas de juros, a origem do endividamento atual desde o Regime Militar, os contratos de endividamento externo e os valores devidos externamente pelo setor privado assumidos pelo setor público.

O Brasil não passa por bons momentos, de longe esse seria o melhor caminho para os nossos problemas, mas uso essa minha decisão como uma esperança de dias melhores. Que Deus abençoe a nossa Nação.

César Halum- deputado federal

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.