feliciano-e-gimenez
(Reprodução Gospel Prime) Uma das polêmicas foi sobre a masectomia da filha da cantora Gretchen.

O deputado pastor Marco Feliciano participou nesta segunda-feira (28) do quadro “Porta da Fama”, do programa SuperPop na Rede TV!.

Feliciano foi convidado para abrir ou não a porta para figuras polêmicas como Inri Cristo, Thammy Gretchen, Fábio Porchat, Felipeh Campos, Eduardo Costa e Benedito Ruy Barbosa.

Para algumas dessas personalidades o parlamentar não abriu a porta e a resposta gerou polêmicas.

Uma dessas pessoas foi Thammy Gretchen, a filha da cantora Gretchen que no ano passado passou por uma masectomia. Feliciano não abriu a porta por conta da forma como Thammy divulgou a cirurgia, feita em mulheres com câncer de mama que retiram todo o seio para se curar da doença.

Para o parlamentar a cirurgia é uma mutilação que traz muita tristeza para muitas mulheres, enquanto que a atriz divulgou a retirada dos seis como um triunfo.

A visão do deputado sobre o humorista Fábio Porchat também gerou polêmica, pois Feliciano já processou o canal Porta dos Fundos por conta dos vídeos que ofendem a fé de milhões de brasileiros.

VEJA TAMBÉM
Evangélicos não confiam em Lula e nem em Alckmin, mostra estudo

“Fábio é jovem, é uma figura carismática, é inteligente, tem uma sabedoria. Eu não abro a porta pra ele nesse momento porque ele tem feito algumas coisas que não deveriam ser feitas. Nosso país já está um inferno, o Brasil está dividido. Deixa a religião quieta, deixa Deus quietinho”, disse Marco Feliciano.

Já para o jornalista Felipeh Campos, homossexual assumido que já debateu na TV com o deputado evangélico, Feliciano resolveu abrir a porta e explicar que ele não é contra homossexuais, mas sim contra a prática. “Nós podemos divergir em pensamentos, mas a gente pode ser amigo”, disse Feliciano.

O deputado também abriu a porta para outras personalidades como Eduardo Campos e Benedito Ruy Barbosa e não abriu para outras como Inri Cristo.

Informações Gospel Prime- Leiliane Lopes

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.