Moradores do Luzimangues foram contemplados com a oitava edição do movimento Ouvindo a Nossa Cidade, organizado pelo Partido Verde (PV), que tem percorrido todos os bairros de Porto Nacional. Na oportunidade o presidente do PV de Porto Nacional, Joaquim Maia, pode ouvir de parte dos moradores do distrito, os seus anseios e críticas relativos à administração.

O evento aconteceu no Clube Gaivotas, nesta quinta, 15, e reuniu moradores e lideranças da localidade.

Entre os presentes, 19 pessoas usaram a palavra e deram o recado em nome da comunidade. Em meio a tantas sugestões e reivindicações, ficou latente o sentimento de abandono por parte da administração. “Luzimangues é uma parte de Porto Nacional esquecida pela atual administração. Somos carentes em todas as áreas, como transporte público, atendimento à saúde, segurança, iluminação pública, educação e todas as outras áreas que necessitam da ação do poder público.” Disse o morador João Justino, que lamenta a falta de um representante ativo do distrito no Poder Legislativo.

1ec09410-bfc9-4114-a2c6-c41e15f2c97eJoaquim Maia ouvindo a comunidade de Luzimangues. Foto: Divulgação

VEJA TAMBÉM
Secretaria da Juventude lança oficialmente o Id Jovem em Porto Nacional

As observações feitas pelos participantes demonstraram o quanto o distrito tem sido penalizado pela omissão do governo municipal. Ruas esburacadas e escuras na noite, falta de roçagem, pouco policiamento e a falta de estrutura para o atendimento à saúde dos moradores deixa claro o quanto os portuenses, moradores de Luzimangues, estão sendo discriminalizados.

Após ouvir a todos, Joaquim Maia, afirmou que todas as colocações feitas servirão como base para o plano de governo que o PV irá apresentar durante as eleições: “Temos caminhado pelas ruas de Luzimangues e ouvido as pessoas, e aqui, mais uma vez, vocês deixaram claro o quanto precisa ser feito pelo distrito, do que realmente estão precisando. O sentimento de abandono é justo, temos consciência do quanto Luzimangues contribui com a arrecadação de Porto Nacional e esses recursos tem que proporcionar o desenvolvimento do distrito.” Disse Joaquim Maia. Que concluiu: “A precariedade do transporte coletivo, somada à falta de atenção da atual administração que não disponibiliza o aparelhamento público necessário para o bem estar de vocês tem que ser resolvido. Todas essas coloções feitas por vocês irão fazer parte do plano de governo do PV, que tem como objetivo maior proporcionar uma melhor qualidade de vida às famílias portuenses.”

VEJA TAMBÉM
Após ação de Ronivon Maciel, MPE recomenda mudança na Comissão de Transição em Porto Nacional

Pela grande extensão do distrito de Luzimangues, em breve, o PV irá promover outra edição do Movimento na localidade.

 

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.