Cinthia Ribeiro durante reuniões e contatos com autoridades alemãs: experiência de gestão e política
Cinthia Ribeiro durante reuniões e contatos com autoridades alemãs: experiência de gestão e política

A presidente do PSDB Mulher do Tocantins, Cinthia Ribeiro, está na Alemanha a convite da direção nacional da sigla para participar com outras quatro brasileiras de um programa de estudos para candidatas no pleito deste ano. O trabalho da missão tem início nesta segunda-feira, 25, e será finalizado no sábado, dia 30.

O estudo é uma parceria da sigla com a Fundação Konrad Adenauer. Além de Cinthia Ribeiro, pré-candidata a vereadora em Palmas, integram o grupo a presidente nacional do PSDB Mulher, Solange Jurema, e três pré-candidatas a prefeituras pelo partido nas eleições deste ano. Elas terão oportunidade de conhecer práticas inovadoras da política e administração alemã, conhecimento que poderá ser aplicado no pleito deste ano e, além disso, realizar intercâmbio de ideias e políticas com parlamentares e instituições do país.

Entre os tópicos a serem discutidos estão a proteção ambiental, a política energética e a sustentabilidade; urbanismo; inclusão; e terceira idade.

Para Cinthia Ribeiro, a sua ida para a Alemanha será importante para conhecer, na prática, a administração pública do país considerada uma das mais eficazes do mundo. “Conheceremos vários segmentos da gestão pública e faremos intercâmbio com políticos e gestores de todas as esferas”, disse.

VEJA TAMBÉM
Refugiados cristãos enfrentam ataques na Alemanha

A ideia é, ao retornar ao Brasil, trazer propostas que vão compor planos de governo de candidatos a prefeito no pleito deste ano, além de enriquecer as propostas de possíveis candidatas. “Há muitas candidaturas sem sustentação, sem bandeiras eleitorais. Isso precisa ser reconstruído, principalmente com o recorte de gênero, se possível para atender as mulheres, que sequer têm representatividade efetiva na Câmara de Palmas”, comentou.

Ainda conforme Cinthia Ribeiro, como o processo político passa por um momento delicado no país, é necessária reconstrução para despertar o interesse e reconquistar a confiança do cidadão. “Por isso os candidatos terão que abandonar as velhas práticas e sair a campo, visitas corpo a corpo, ter conteúdo e propostas reais. Não basta querer ser candidato, tem q ter competência e preparo para o que se dispõe a fazer”, declarou.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.