280807_700x450Os interessados ainda podiam se inscrever na Olimpíada até este sábado, 30, pelo sita da competição – Elias Oliveira / Governo do Tocantins 

Faltando um dia para o fim do prazo de inscrições na Olimpíada Brasileira de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro, o Tocantins atingiu 100% de adesão das secretarias municipais de educação. Com isso, escolas dos 139 municípios tocantinenses podem se inscrever na competição. Os professores que ainda desejam fazer a inscrição devem acessar, até este sábado, 30, o site www.escrevendoofuturo.org.br e clicar em cadastrar-se, caso não tenham cadastro. Após realização do cadastro deverão clicar na aba Olimpíada e, posteriormente, na aba inscrições.

De acordo com dados da Gerência de Desenvolvimento do Ensino Fundamental, até o momento 647 escolas se inscreveram, além de serem registradas 2.691 inscrições individuais nas diversas categorias da olimpíada. A coordenadora estadual da Olimpíada, Roseli Bitzcof, destacou o empenho das equipes da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) na mobilização junto às Diretorias Regionais de Educação (DRE), Secretarias de Educação dos municípios e escolas públicas tocantinenses. “Além do contato com as secretarias municipais, promovemos a formação para os professores das duas redes nas 13 Diretorias Regionais de Educação.

Os assessores de área de linguagens passaram por essa capacitação da olimpíada e agora estão multiplicando para os educadores que vão estimular os estudantes na produção textual”, frisou. O concurso A Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro é um concurso de produção de textos para alunos e professores de escolas públicas brasileiras, do 5º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio.  A experiência de produção de textos possibilita aos alunos a ampliação das competências na linguagem oral, na leitura e na escrita, além de aprofundar o olhar sobre o lugar onde vivem, aproximando a comunidade da escola. Podem ser inscritos trabalhos em quatro gêneros: poemas (para alunos de 5º e 6º anos do ensino fundamental), memórias literárias (para 7º e 8º anos), crônica (para 9º ano fundamental e 1º do ensino médio) e artigo de opinião (para os estudantes de 2º e 3º anos do ensino médio). A iniciativa também propõe para o professor de língua portuguesa uma formação que o auxilie na reflexão e compreensão da função social da escrita, fortalecendo o seu trabalho em sala de aula. Premiação Neste ano, os primeiros 100 mil professores inscritos recebem um DVD com a Coleção da Olimpíada, material que apresenta a sequência didática para o ensino da escrita em quatro gêneros textuais. Os 500 alunos semifinalistas e seus professores receberão medalha, livros e participação de oficinas culturais e de formação. Os 152 alunos finalistas e seus professores ganham medalha e 1 tablet.  Para os 28 professores semifinalistas o prêmio será notebooks e para 20 alunos vencedores e seus professores: medalha, notebook e impressora. As escolas dos 20 melhores textos ganham 10 computadores, impressora, projetor com telão para projeção e livros.

Participações do Tocantins Na 4ª edição do concurso, em 2015, aderiram à Olimpíada no Tocantins, 137 secretarias de educação municipais, totalizando em 2.773 estudantes inscritos, além de 1.698 professores participantes. Três educandos do Estado ficaram entre os finalistas: Wellington Pereira de Araújo, aluno do Colégio Girassol de Tempo Integral Augusto dos Anjos, de Palmas; Marcos Henrique Alves Chaves, estudante da Escola Municipal Divina Ribeiro Borges, de Cariri do Tocantins; e Daniely Lopes Barbosa, Colégio Estadual Professora Silvandira Sousa Lima, de Araguaína.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.