pituraNas palestras oferecidas, o foco se refere ao amor de Jesus Cristo e sua criação. Foto: Reprodução

A Igreja Batista em Conceição do Tocantins-TO desenvolve junto à comunidade o Projetos e ações de cuidado com o planeta dentro da visão das Igrejas Eco Cidadãs, que levam o amor de Cristo com a prática do cuidado com o meio ambiente e o ser humano.

O portal Batistas no Tocantins informa que uma dessas ações é o Projeto Parques Recreativos Reciclados, no qual são envolvidas crianças ou visitantes da cidade, principalmente estudantes das escolas primárias, e também instituições como Centro Comunitário, Prefeitura e demais órgãos apoiadores na promoção de reciclagem de resíduos variados criando os parques recreativos para o uso da população.

De acordo com o pastor Edivaldo dos Santos Junior a “intenção é tornar a igreja relevante em toda a comunidade pregando o que está em Gênesis 2:15, onde Deus ordena que cuidemos e cultivemos da terra, então nossa intenção é pregar o evangelho integral de Jesus, baseado na proposta da Teologia da Missão Integral, envolvido numa pespectiva eco cidadã”.

VEJA TAMBÉM
Ricardo Gondim e Pastor José Nivaldo estarão presentes no aniversário da Igreja Betesda de Gurupi

parque

Ainda segundo pr. Edivaldo nas palestras oferecidas, o foco se refere ao amor de Jesus Cristo e sua criação. “Também temos parceira com a Igreja Católica da cidade, que abre as suas portas para levarmos o evangelho e dessa forma toda a população tem conhecido a nossa igreja e se interessado em estar mais próxima, temos acesso a quase todas as casas da cidade e da zona rural”, declara.

O projeto recolhe materiais de resíduos sólidos como pneus, garrafas de plástico, arames, madeiras usadas, dentre outros objetos que poderiam agredir o meio ambiente. Com isso mobiliza a população, oferece palestras e os envolve na construção dos parques recreativos.

Para conhecer mais sobre o projeto entre em contato com o pastor Edivaldo Junior : [email protected]

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.