A Igreja Universal do Reino de Deus lançou no último domingo (8) a sua versão da Netflix. Batizada de Univer, a plataforma de vídeos online cobra a partir de R$ 14 por mês pelo acesso às transmissões ao vivo dos cultos do Templo de Salomão e por “filmes e séries cristãs, palestras sobre como obter sucesso financeiro, fé inteligente e uma infinidade de conteúdo sobre vida a dois”, como anuncia vídeo publicado no blog de Edir Macedo. O serviço, no entanto, não oferece a seus assinantes minisséries e novelas bíblicas da Record, como Os Dez Mandamentos, já licenciadas para a Netflix.

Disponível em computadores, tablets e celulares, a operação over-the-top (como o mercado esse tipo de serviço) da Universal imita a linguagem gráfica da Netflix. A página de acesso é muito parecida só não há acesso grátis de 30 dias. O Univer não revela quanto conteúdo oferece, mas se vende como “a maior e mais nova plataforma de vídeos cristãos” e apela a conteúdos exclusivos como a cerimônia de inauguração do Templo de Salomão, em 2014. A Netflix cobra a partir de R$ 19,90 por mês por cerca de 25 mil títulos.

VEJA TAMBÉM
Começa hoje a campanha "Aviva Ó Senhor a Tua Obra" na AD Congregação Filadélfia

Na verdade, muito pouco do conteúdo disponível no Univer é inédito ou exclusivo. Um de seus carros-chefes são os programas The Love School, de Cristiane e Renato Cardoso, exibidos pela Record aos sábados. Para as crianças, os desenhos bíblicos ofertados são os mesmos que saíram de cartaz na Record no ano passado.

Todo o conteúdo do Univer tem a chancela da Universal. Os filmes são os de interesseda igreja, como Martinho Lutero, sobre o líder da Reforma Protestante. A música é gospel.

Com o lançamento do Univer, a Igreja Universal se antecipa ao concorrente Silas Malafaia, que já está vendendo assinatura do Gospel Play _”o melhor do conteúdo gospel para toda sua família em um só lugar”.

O vídeo abaixo no site da instituição mostra mais sobre a Univer:

Fonte: Com informações do Notícias da TV