Foto: Antonio Augusto / Câmara dos Deputados
Foto: Antonio Augusto / Câmara dos Deputados

As bancadas do PSD e do DEM protocolaram, na noite desta segunda-feira, um pedido de cassação do mandato do deputado Waldir Maranhão (PP-PI), presidente interino da Câmara. O documento, que aponta quebra de decoro parlamentar, foi entregue no Conselho de Ética e na Secretaria Geral da Casa.

O argumento do requerimento é de que Maranhão quebrou o decoro parlamentar ao decidir, de forma monocrática, pela anulação das sessões da Câmara que aprovaram o impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Na representação, os partidos citam que Maranhão incorreu em “fraude à decisão da Casa” e em “abuso de prerrogativa”.

— O pedido já está oficializado, foi protocolado. Tinha de ter um membro do Conselho de Ética para receber. Foi pedido pelo presidente (do Conselho de Ética, José Carlos Araújo) que eu fizesse isso, já que ele não está aqui — relatou o deputado Marcos Rogério (DEM-RO).

*Zero Hora

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.