SONY DSCNesta quarta-feira, 11 de maio, aproximadamente 35 representantes de diferentes Sindicatos e Associações dos Militares comparecerem ao Palácio Araguaia para cobrar um posicionamento claro a respeito do pagamento da data-base. As diversas categorias de servidores públicos estaduais decidiram se unir em prol da negociação cujo objetivo é garantir o pagamento dos retroativos da data-base do ano passado e também da implantação do índice de 9,8307%, referente à data-base deste ano.

No Palácio Araguaia, os sindicalistas se encontraram com o secretário Geral de Governo e Articulação Política, Lívio Carneiro de Queiroz. Na última terça-feira, dia 10, as entidades também foram ao gabinete do secretário, tentar uma reunião pessoalmente. No entanto, não foram recebidas e o secretário agendou a reunião para esta quarta, às 11 horas.

Ao secretário, os sindicalistas reforçaram que estão buscando diálogo e abertura para a negociação. “Estamos aqui para abrir o canal de diálogo. Todos os outros secretários que procuramos afirmaram que precisariam conversar com o Comitê Gestor. Por isso, viemos diretamente até Vossa Excelência (secretário Lívio). Nosso maior objetivo aqui é garantir o pagamento da data-base sem precisar adotar medidas enérgicas. Queremos resolver na base do diálogo, da negociação”, argumentou um dos presidentes. Segundo eles, a decisão de procurar Lívio Queiroz levou em consideração que, além de secretário de Governo, ele também é o presidente do Comitê Gestor responsável pelos gastos com pessoal.

VEJA TAMBÉM
Pastor Marco Feliciano estará neste mês em Palmas debatendo ideologia de gênero

Os representantes dos servidores também argumentaram que a categoria está frustrada com o descumprimento do acordo referente ao ano passado e quer uma solução com urgência. “O servidor está preocupado porque se programou para receber esse dinheiro”, reforçaram.

 RESPOSTA DO SECRETÁRIO

Após ouvir as reivindicações apresentadas, Lívio Queiroz se colocou à disposição e disse querer manter o diálogo aberto com as categorias. Ele também se comprometeu em reunir o Comitê Gestor nos próximos dias, a fim de discutir qual será a posição oficial do Governo sobre a data-base. “Estamos dependendo de algumas informações do secretário da Fazenda, mas na próxima semana já quero apresentar um panorama mais objetivo para vocês”, afirmou Lívio.

 O secretário agendou para a próxima quarta-feira, dia 18 de maio, às 11 horas, no mesmo local, uma nova reunião com os representantes dos servidores, onde pretende apresentar esse posicionamento.

 DOCUMENTO

Na ocasião, os presidentes das entidades classistas aproveitaram para protocolar um Ofício Conjunto no qual expressam oficialmente as reivindicações, junto à Secretaria de Articulação Política. Eles solicitaram o pagamento imediato dos retroativos da data-base de 2015, bem como o pagamento imediato da data-base 2016, aplicando-se o índice apurado pelo INPC dos últimos 12 meses e aplicável do piso ao teto.

VEJA TAMBÉM
Bandas de Música devem se recadastrar junto à Funarte até 10 de março

 AÇÕES CONJUNTAS

Desde o início da semana, as entidades têm se reunido diariamente para tratar das mobilizações dos servidores públicos em busca do pagamento da data-base. Por ser um direito que envolve todas as categorias de servidores do Poder Executivo, os Sindicatos e Associações definiram realizar estratégias e mobilizações conjuntas.

 Nos últimos dias, os representantes dos servidores já foram até o secretário da Administração, Geferson Oliveira Barros Filho e agora, buscam negociar diretamente com o presidente do Comitê Gestor.

 Mais reuniões conjuntas acontecerão até o final desta semana, a fim de discutir novas estratégias de mobilização da categoria.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.