Nos últimos quatro dias, 65 pessoas foram mortas por raios em Bangladesh, no período do ano em que o país enfrenta severas tempestades. Fazendeiros e trabalhadores da construção civil eram a maior parte das vítimas.

O diretor do Departamento de Gestão de Desastres de Bangladesh, Reaz Ahmed, disse à rede CNN que a última terça-feira foi o dia com mais acidentes desde o início da temporada de chuvas, com 34 mortos. Na sexta-feira, morreram 21 pessoas, além de sete no sábado e três no domingo.

Tempestades de raios são comuns no país entre março e junho, até o início da temporada de monções. O fenômeno é causado por frentes frias que se deslocam do Himalaia e se encontram com o ar quente e úmido proveniente da Baía de Bengala. Porém, segundo Ahmed, o número de fatalidades de 2016 já é mais alto que o usual. Durante todo o ano passado, 274 pessoas morreram atingidas por raios.

O perigo das tempestades vem se agravando nos últimos tempos devido ao desmatamento. A falta de árvores fez com o que os campos de trabalho em áreas rurais se tornassem alvos especialmente perigosos.

VEJA TAMBÉM
Violento acidente entre ônibus e veículo vitima casal evangélico

Para tentar diminuir os acidentes, o governo está fazendo uma campanha para ensinar a população a se proteger. Além disso, são oferecidas 20.000 tacas de Bangladesh (cerca de 890 reais) para os familiares das vítimas e 10.000 tacas (445 reais) para os feridos. Aproximadamente 90% das pessoas que são atingidas por raios sobrevivem, embora muitos sofram ferimentos debilitantes.

Via Veja

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.