5ce9207f-3681-40d2-b735-1588851b619cDiscurso feito durante filiação de novas lideranças do PR no Jardim Santa Helena alfineta opositores. Foto: Divulgação

O presidente do PR Metropolitano de Palmas, Raul Filho, avaliou que o motivo de tantas batalhas jurídicas é devido o nome do seu grupo aparecer liderando as pesquisas políticas para a prefeitura de Palmas em 2016. “Isso ameaça e incomoda a oposição. Se estão apostando em minha inelegibilidade, vão se entristecer”, afirmou o pré-candidato a prefeito.

O discurso foi feito durante filiação de novas lideranças do PR no Jardim Santa Helena, na noite de terça-feira 18. O ex-prefeito elogiou os pré-candidatos que estão fazendo seus trabalhos sem prejudicar os adversários. “Eu vou ser candidato e quem pretende me derrotar prepare-se para que seja nas urnas e não no tapetão, pois, pelo visto tem pré-candidato com medo da minha futura candidatura”, ironizou.

Raul Filho analisou ainda a situação econômica da capital e lamentou os anúncios de “aluga-se” e “vende-se” espalhados pela cidade, além da perseguição com o pequeno empreendedor. “Não podemos pensar apenas em paisagismos, não adianta fantasias de natal e páscoa, precisamos ser mais humanos e pensar nos pais das famílias e nos jovens que estão desamparados pelo poder público. Além disso, nossos vendedores de água de côco, caldo de cana, chambari e demais atividades, estão sofrendo com a falta de suporte e incentivo por parte da atual gestão”, frisou.

VEJA TAMBÉM
Durante convenção, Raul Filho promete gestão inovadora e participativa

O pré-candidato a vereador pelo PR, Sidy do Santa Bárbara, lamentou o abandono do Jardim Santa Helena pela prefeitura. “Vamos virar essa página e dizer adeus a lama e a poeira; vamos lutar para trazer de volta as grandes obras, os investimentos na Educação e fazer história com a volta do maior Programa Habitacional que essa cidade já viu”, clamou.

Líder na região e conhecido pela sua dedicação e fiscalização do sistema de ensino, o professor Leomar Santos, explicou as dificuldades que os profissionais da Educação estão sofrendo com a falta de respeito com o servidor público. “Estamos com dificuldades em trabalhar, pois temos um gestor que prefere investir em marketing do que valorizar o profissional”, desabafou.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.