O pastor evangélico Edvaldo Hermínio Trindade Júnior, que congregava no Distrito de Piabuçu, no município de Mamanguape, na Paraíba, foi assassinado a tiros, na noite de ontem, quarta-feira (01), na BR-101, no acesso para Pitanga da Estrada.

A vítima, que tinha 44 anos, conforme a polícia, dirigia um veículo com destino ao município de Mataraca quando foi surpreendido pelos suspeitos.Testemunhas disseram ter ouvido disparos e viram o momento que o carro colidiu com o canteiro central da rodovia.

A Polícia Civil, que investiga o caso, levantou a hipótese de que o crime se tratou de um latrocínio, ou seja, roubo seguido de morte, mesmo, a princípio, nada ter sido roubado da vítima.

De acordo com o delegado Marcos Paulo, que registrou a ocorrência, o religioso congregava na Assembleia de Deus e estava estabelecido no sítio Piabuçu, na cidade próxima de Rio Tinto, há cerca de um ano.

“Ele seguia com destino a Mataraca, onde iria plastificar alguns documentos, quando foi atingido. Acreditamos que o crime tenha sido cometido por dois homens em uma moto, pois um senhor disse que tinha sido vítima de roubo a cerca de 1 km de onde houve o crime”, contou o delegado.

VEJA TAMBÉM
Igreja evangélica é condenada por trabalho infantil

Marcos Paulo informou que não houve resquícios de tiro no carro, pois o vidro do lado do condutor estava parcialmente aberto no momento do tiro. Ferido, o pastor perdeu o controle do automóvel que conduzia, que colidiu com a mureta central da rodovia, mas sem causar danos estruturais ou impedir o tráfego de veículos. Foram encontrados R$ 551 no carro.

“Pastores que conheciam a vítima desconhecem qualquer rixa”, concluiu o delegado, que seguirá apurando o caso.

Até o fim da noite desta quarta-feira, ninguém havia sido detido pelo crime.

 

Com informações PB Agora

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.