Da Redação JM Notícia

andrino
Andrino critica vinda a Palmas do deputado Bolsonaro

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) vem a Palmas, nesta quinta-feira (16), e certamente, como sempre acontece, será recebido por grupos de apoiadores e de oposicionistas. Não foi diferente com a vinda do deputado Marco Feliciano em Palmas.

O parlamentar participará de um grande evento político na Assembleia Legislativa nesta quinta-feira, 16, que é promovido pelo Partido Social Cristão (PSC). O evento estadual terá início às 15 horas. Foi confirmada também a presença do pastor Everaldo, presidente nacional do partido.

Durante o evento será oficializada a pré-candidatura do vereador João Campos a prefeito de Palmas.

Oposição

Enquanto as manifestações que se esperam na AL na tarde desta quinta-feira contra Bolsonaro não se iniciam, nas redes sociais alguns internautas já demonstram seus descontentamentos com a vinda do parlamentar a capital.

Um destes, mais conhecido do povo palmense, é o ex-secretário de Palmas Tiago Andrino e suplente de deputado federal.

Em um post no Facebook Andrino diz que Bolsonaro é representante do “Neo-Facismo” e que “tem enorme satisfação em manter-se bem longe do deputado”.

VEJA TAMBÉM
Em Palmas, Bolsonaro é aclamado durante lançamento da pré-candidatura de João Campos
Bolsonaro 3
Deputado Jair Bolsonaro (PSC) – Foto: Divulgação

Com algumas frases pinçadas na internet e de alguns contextos de conversas de Bolsonaro, o ex-secretário supostamente tenta mostrar que o deputado é uma ameaça ao estado de direito e aos princípios cristãos do partido ao qual é filiado. “Não consigo entender como alguém que se diz cristão , pode ir contra a compaixão e o amor de Cristo, defendendo o ódio, a intolerância e até a pena de morte“, disparou.

 Amado por muitos e repudiado por outros tantos, Jair Bolsonaro vai construindo e fortalecendo seu eleitorado em cada cidade e em cada evento que participa em todo o país, e não será diferente hoje em Palmas.

Andrino comenta

O suplente de deputado federal Tiago Andrino falou ao JM Notícia e afirmou que não há problema em ele vir a Palmas, no entanto, ressaltou que Bolsonaro não cumpre o papel de unir o país, que o discurso dele é feito para ganhar o voto dos cristãos.

VEJA TAMBÉM
Ciro Gomes diz que quer enfrentar Bolsonaro no segundo turno: "é mais fácil de derrotar"

PENA DE MORTE

Andrino foi enfático ao afirmar que é contra o aborto, e questionou o posicionamento de Bolsonaro lembrando que ele seria o maior defensor da pena de morte no Brasil.

“Como cristãos eu sou contra o aborto e a pena de morte. Já Bolsonaro é o maior defensor da pena de morte no Brasil. Ele é uma figura estranha, ele não cumpre o papel de unir o Brasil”.

Ao finalizar, o ex-secretário afirmou que envolver Bolsonaro a discussão de um movimento conservador seria um erro.

Confira:
Screenshot